Família de jovem morta por policial contrata advogado

O advogado que já defendia a jovem em um processo que tramitava na 1ª Vara Criminal, disse que a mesma era dependente química de cocaína e crack.

Tentativa de assalto em churrascaria em Assis acaba com morte da assaltante (Foto: Andressa Pinheiro César/Cedida)
Tentativa de assalto em churrascaria em Assis acaba com morte da assaltante (Foto: Andressa Pinheiro César/Cedida)

A avó da jovem Stephanie Artal Ramos de Oliveira, morta na semana passada com vários tiros de revólver disparados por um policial militar (cujo nome não foi divulgado), no interior de um restaurante, contratou o advogado Ernesto Nóbile para acompanhar a apuração do inquérito policial instaurado pela polícia civil.

Saiba Mais
Tentativa de assalto em churrascaria em Assis acaba com morte da assaltante

Segundo a avó da jovem assassinada, Vera Lucia Sarti Ramos (que criou a jovem), com certeza houve excesso por parte do policial que disparou vários tiros, sendo que poderia, como policial que é, treinado para praticar tiros defensivos para imobilizar a vítima, na verdade atirou várias vezes em partes vitais do corpo, com a intenção clara de matá-la.

O advogado Ernesto Nóbile que já defendia a jovem em um processo que tramitava na 1ª Vara Criminal, disse que a mesma era dependente química de cocaína e crack e vinha sofrendo muito, pois tentava largar do vício, mas não conseguia, pois o crack é uma droga terrível. Revelou Nóbile que quinze dias antes dos fatos, Stephanie Artal Ramos de Oliveira esteve em seu escritório e implorou para que conseguisse interná-la em uma clínica, pois não suportava ficar sem as drogas. Bem casada que era, com um aposentado da CESP, recebia uma mesada de 3 mil reais mensais, cujo dinheiro era todo gasto em drogas. Mas, a cada dia aumentavam as doses e ela disse que caso não fosse internada iria cometer crimes para conseguir dinheiro. Porém, não deu tempo de conseguir sua internação e ela acabou sendo morta por um policial com vários tiros.

Toda a ação foi filmada e o advogado Ernesto Nóbile vai juntar no inquérito, visando a apuração dos fatos.

#MAIS LIDAS DA SEMANA