Delegado diz que material de pornografia infantil tinha até bebês

Um homem foi preso em Assis no momento que fazia o download de um material pornográfico. Em todo o Estado de São Paulo foram cumpridos 77 mandados.

Mandados em busca e apreensão foram cumpridos na região de Jaú (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)
Mandados em busca e apreensão foram cumpridos na região de Jaú (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

A Polícia Civil apreendeu diversos materiais pornográficos infantis durante a segunda fase da Operação “Peter Pan”, realizada nesta sexta-feira (2) no estado de São Paulo. Segundo o delegado do Deinter 4, Marcos Mourão, disse que apreensões feitas na região de Bauru (SP) chocaram até mesmo policiais experientes, ao encontrar bebês nas imagens apreendidas.

“Fizemos flagrantes com material explícito, repugnante, com até bebês envolvidos em atos que não dá nem para descrever. Além de armazenarem, eles também compartilhavam e muitos foram flagrados compartilhando”, diz o delegado.

Pelo menos 64 pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira (2) em uma grande operação contra a pornografia infantil em várias cidades do interior de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, a operação ainda está em andamento e novas prisões podem ser feitas até o fim do dia.

A operação, batizada de “Peter Pan”, começou às 6h, em quatro regiões do interior do Estado: São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente e Bauru. Ainda conforme a polícia, 350 policiais saíram para cumprir 77 mandados de busca e apreensão e recolheram computadores, tablets, celulares, notebooks, pen-drives, HDs e CDs com pornografia infantil.

Pelo menos 29 pessoas foram presas na região Centro-Oeste Paulista. De acordo com informações da polícia, as investigações começaram há cinco meses.

Entre os suspeitos estão comerciantes, advogados, empresários, professores, agentes penitenciários e policiais. Em Lins, um dos apreendidos é um pastor, segundo o delegado.

“Tratava-se de pessoas com instrução, bem posicionada economicamente, empresários, comerciantes e até educadores. Eles vão ser autuados em flagrante, o estatuto da criança e do adolescente prevê uma pena de até oito anos de reclusão”, explica o delegado.

Operação
Na área da delegacia seccional de Jaú foram presas pessoas em Dois Córregos, Bariri, Barra Bonita e Jaú. Em Itapuí, o responsável pelo IP de um computador onde foi encontrado o material pornográfico foi identificado, mas não foi localizado.

Material foi apreendido durante a operação na região de Assis (Foto: Romeu Neto/ TV TEM)
Material foi apreendido durante a operação na região de Assis (Foto: Romeu Neto/ TV TEM)

Já na região de Assis foram quatro prisões. Um suspeito de 49 anos foi preso em Assis no momento que fazia o download de um material pornográfico. Teve prisões em Cândido Mota, em Santa Cruz do Rio Pardo, Pedrinhas Paulista e Paraguaçu Paulista. Foram apreendidos HDs externos, uma CPU e um notebook em Assis.

Em todos os casos, os policiais foram cumprir mandados de busca e apreensão e os suspeitos foram presos em flagrantes por causa do material encontrado nos computadores e celulares.

Na primeira fase da operação, realizada em maio, oito pessoas foram detidas e sete presas, entre elas um policial militar de Birigui, na região noroeste do estado, que armazenava e compartilhava material pornográfico infantil. Além disso, foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão.

Segunda fase da Operação Peter Pan começou às 6h, desta sexta-feira (2) (Foto: Reprodução/TV TEM)
Segunda fase da Operação Peter Pan começou às 6h, desta sexta-feira (2) (Foto: Reprodução/TV TEM)

#MAIS LIDAS DA SEMANA