Suspeito de matar idosa de 85 anos a marteladas durante assalto é preso

Criminoso fugiu levando computadores; polícia investiga o caso.
Esse foi o terceiro caso de latrocínio registrado em Marília neste ano.

Delegado disse que não sinais de arrombamento na casa (Foto: Reprodução/TV TEM)
Delegado disse que não sinais de arrombamento
na casa (Foto: Reprodução/TV TEM)

A polícia prendeu no domingo (4) um suspeito de matar uma idosa de 85 anos a marteladas durante um assalto no Bairro Palmital, em Marília (SP), na noite de sexta-feira (2). Segundo informações da polícia, o criminoso invadiu a casa onde morava Mitiko Goto, agrediu a vítima e depois fugiu a pé levando dois computadores.

Segundo o delegado seccional Wilson Frazão, a polícia acredita que ele agiu sozinho. “Nós conseguimos identificar algumas imagens de suspeitos na região. Com a detenção dessa pessoa nosso trabalho agora é provar a participação dele no crime. Até o momento nós não temos suspeitas de que tivesse mais alguém envolvido. Não descartamos essa hipótese, obviamente, o trabalho de investigação ainda está no início”, explica.

O delegado ainda disse que não há sinais de arrombamento de portas ou janelas na casa. A polícia acredita que o suspeito deve ter pulado algum muro baixo ou que a própria vítima tenha aberto a porta para ele.

Latrocínio
O caso foi registrado como latrocínio, que é roubo seguido de morte.  Segundo a polícia, a idosa foi encontrada já morta pelo filho quando ele chegou do trabalho. Ela estava sozinha no momento do crime e andava com dificuldade, por isso não teria conseguido pedir socorro.

Esse foi o terceiro caso de latrocínio registrado em Marília neste ano, segundo a Secretaria de Segurança Pública. No ano passado, houve apenas uma ocorrência.

Polícia Militar fez buscas na região e ouviu vizinhos (Foto: Reprodução / TV TEM)
Polícia Militar fez buscas na região e ouviu vizinhos (Foto: Reprodução / TV TEM)

#MAIS LIDAS DA SEMANA