Homem morre após se afogar na ‘Lagoa do Sapo’, em Cândido Mota (Foto: Reprodução/O Diário do Vale)

Um homem de 58 anos morreu na tarde de domingo (19), após se afogar na lagoa de captação de águas pluviais no jardim São Geraldo, mais conhecida como ‘Lagoa do Sapo’, em Cândido Mota (SP). Segundo informações, João Batista Carvalho estava pescando no local com familiares, e em determinado momento, tirou a camisa e entrou na água, mas sentiu-se mal e afundou.

Ele foi retirado da lagoa por populares, que iniciaram os procedimentos de ressuscitação até a chegada da Unidade do Corpo de Bombeiros. O homem entrou em parada cardíaca e mesmo com a continuidade dos procedimentos realizados pelos bombeiros, foi constatado o óbito na Santa Casa de Imaculada Conceição de Cândido Mota.

A área foi criada para evitar que as águas das chuvas invadam as casas do bairro, como acontecia em outras épocas. Como choveu muito na tarde de sábado, a lagoa estava cheia e, segundo moradores, em alguns locais a profundidade chega a mais de dois metros.

Seu João era conhecido por muitas pessoas em Cândido Mota, já que trabalhava como sorveteiro, com um carrinho puxado por uma bicicleta. Seu corpo foi sepultado na tarde de segunda-feira, dia 20, no cemitério municipal de Cândido Mota. Ele era separado e deixa três filhos.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Suspeito de matar homem agredido com pedaços de pau na cabeça é preso em Bauru

Homicídio ocorreu na manhã do dia 30 de junho.

Juiz determina que paciente receba R$ 150 mil de indenização após amputação do pé

A paciente também deve receber uma pensão mensal vitalícia no valor de um salário mínimo.