Mais de mil motoristas são flagrados acima da velocidade durante fiscalização

Ação foi realizada entre os dias 17 e 22 de dezembro em rodovias estaduais de Assis, Marília e Ourinhos.

A Polícia Rodoviária realizou entre os dias 17 e 22 de dezembro uma operação de fiscalização nas rodovias de Assis, Marília e Ourinhos (SP) e nesse período mais de mil motoristas foram flagrados acima do limite de velocidade das vias.

A operação da Polícia Rodoviária foi intensificada nesse fim de ano por conta do aumento do movimento de veículos nas rodovias.

Em um trecho fiscalizados, na Rodovia Raposo Tavares, onde a velocidade máxima permitida é de 110 km/h, em apenas meia hora, o radar portátil registrou um carro a 130 quilômetros por hora, outro a 140 e outro carro foi flagrado a 156 quilômetros por hora.

“O objetivo é coibir o excesso de velocidade que assim a gente consegue evitar acidentes futuros, e também conscientizar que as pessoas tem que andar dentro dos limites de velocidade da via”, reforça o tenente Gerson Redicopa.

De acordo com dados da Polícia Rodoviária, 1080 motoristas foram flagrados dirigindo acima do limite de velocidade permitido entre os dias 17 e 22 deste mês.

Em uma das infrações o veículo estava a 184 km/h, ultrapassando mais de 50% o limite da via. Para este caso a multa é gravíssima, no valor de R$ 880, o motorista ainda perde 7 pontos e tem a habilitação suspensa.

Veículo foi flagrado pelo radar móvel na velocidade de 184 km/h em Salto Grande (Foto: Polícia Rodoviária / Divulgação )

Segundo a Polícia Rodoviária, muitos motoristas costumam respeitar os limites de velocidade apenas quando passam por radares fixos, que já são conhecidos, mas abusam da velocidade em outros trechos da rodovia.

No trecho da Raposo Tavares em Salto Grande, por exemplo, tem uma descida e é muito comum o flagrante de motoristas apressados. É por isso que o radar portátil é tão importante no trabalho de fiscalização.

“Se o motorista estiver muito rápido, e precisa desviar de um animal na pista ou de algum obstáculo, ele então vai ter dificuldade, se estiver andando direitinho, será mais fácil e seguro”, orienta o tenente.

#MAIS LIDAS DA SEMANA