Motorista morre carbonizado em acidente que destruiu três veículos na rodovia Paraguaçu/Quatá

O corpo da vítima ficou preso nas ferragens, sendo necessário um longo trabalho dos bombeiros para a sua retirada.

Um grave acidente matou carbonizado um motorista, na madrugada deste sábado, dia 21, na Rodovia Prefeito José Gagliardi, entre Paraguaçu Paulista e Quatá, próximo à cooperativa de reciclagem. Três veículos ficaram destruídos pelo incêndio provocado pela explosão de uma das carretas.

Segundo informações colhidas no local, uma carreta, com placas de Maringá/PR, seguia pela rodovia sentido Quatá-Paraguaçu, quando, por motivos a serem averiguados, o motorista perdeu o controle da direção e o veículo ficou em ‘L’ no meio da pista. Com isso, o motorista saiu do veículo e ficou aguardando resgate no acostamento.

Em seguida, um carro Fiat/Uno, ocupado por cinco pessoas, seguia pela mesma direção e por pouco não colidiu contra a carreta. O motorista conseguiu desviar e foi parar no acostamento. Todos os ocupantes também saíram do veículo. Não foi possível verificar de qual cidade eles são.

Pouco tempo depois, o motorista de uma segunda carreta, também com placas de Maringá/PR, não conseguiu frear ou desviar a tempo, vindo a colidir contra a carreta atravessada na pista. Como ela estava carregada de produtos inflamáveis, causou uma explosão. O motorista não conseguiu sair a tempo e morreu carbonizado. Após um longo trabalho dos bombeiros de Paraguaçu Paulista e Assis, o corpo foi retirado das ferragens. A sua identidade não foi revelada.

Com o impacto da batida, ambas as carretas foram em direção ao Fiat/Uno, que também ficou destruído pelo incêndio. Por sorte, apenas uma das passageiras sofreu leves ferimentos e foi levada ao pronto-socorro.

O acidente fez com que as duas pistas ficassem interditadas até por volta das 9h. O congestionamento de um dos lados chegou até o trevo de acesso à entrada de Paraguaçu Paulista.

Chamas atingiram os veículos depois da explosão (Foto: Manoel Moreno / Divulgação )
Chamas atingiram os veículos depois da explosão (Foto: Manoel Moreno / Divulgação )

#MAIS LIDAS DA SEMANA