Presos do semiaberto foram interceptados em tentativa de fuga da Penitenciária de Marília (Foto: Divulgação)

Um grupo de seis presos do regime semiaberto tentou fugir da Penitenciária de Marília na tarde deste domingo (23) e foram interceptados no carro de familiares de um dos foragidos às margens da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294).

Os presos foram identificados como Thiago Alves Fernandes, David Benedito Gonçalves do Rosário, Osvaldo Henrique Pinheiro, José Fernando Dourado, Lucas Luiz dos Santos e Lucas Fernando Severino.

Segundo o Boletim de Ocorrência, um funcionário da Penitenciária flagrou a tentativa de fuga e comunicou aos agentes penitenciários por volta das 14h40. Equipes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e Polícia Militar foram acionadas para conter a fuga.

Os fugitivos foram interceptados entrando em um veículo, um Volkswagen Gol, ocupado pelos familiares do detento Lucas Luiz dos Santos – o padrasto como condutor, a mãe e a companheira como passageiras.

O veículo estava estacionado próximo de um barranco às margens da SP-294, em um ponto que não se tinha vista a partir da muralha da Penitenciária.

Ainda conforme a ocorrência, o motorista informou que os presos invadiram seu carro e alegou que não tinha consciência do que estava acontecendo.

O padrasto e a mãe de Lucas Santos afirmaram que foram levar a companheira do filho para uma visita, que ocorreu às 14h – somente a namorada visitou o detento.

Durante a abordagem, um dos agentes penitenciários escutou alguém dizer “vai e atropela eles”, o que não foi obedecido pelo condutor, que sequer arrancou o veículo.

O motorista ainda disse que os reclusos entraram no veículo e o mandaram seguir com o veículo, mas ele se recusou a dirigir.

Os familiares foram conduzidos até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília. Enquanto os foragidos reencaminhados para a Penitenciária de Marília.

Ainda no local da fuga, os agentes localizaram o corte de um terceiro alambrado, motivo pelo qual a Polícia Científica foi acionada.

Em depoimento no Plantão Policial, o padrasto do detento alegou ser construtor, sendo que em seu carro havia diversas ferramentas, como martelo, furadeiras e três alicates.

Os alicates foram apreendidos para posterior confrontação com os danos nos alambrados. Os familiares foram ouvidos e liberados. A Polícia Civil segue investigando o caso.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Homem é preso suspeito de tráfico de drogas em Assis

Homem de 23 anos já estava sendo monitorado pelos policiais civis da DISE.

Paraquedista morre após salto no interior de SP

Bruna Ploner, de 33 anos, sofreu politraumatismo e não resistiu aos ferimentos.

Júri de acusado de matar e enterrar corpos de mulher e enteada é adiado

Nova data e horário não foram informados pelo tribunal.

Dupla é presa com 345 kg maconha em veículo guinchado

Suspeitos estavam em caminhão-guincho abordado na Raposo Tavares.