Fique conectado

Polícia

Açougueiro é encontrado morto próximo ao Horto de Palmital

De acordo com registros de ocorrência, por volta das 10h30.

Publicado em

1.900

Glaicon Aparecido Pereira, de 42 anos (Foto: Reprodução)

Um homem de 42 anos foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (10), em um terreno próximo a um condomínio de chácaras em Palmital (SP), na entrada do antigo recinto da Fapip, no bairro Afonso Negrão.

De acordo com registros de ocorrência, por volta das 10h30, pessoas que residem em chácaras próximas encontraram Glaicon Aparecido Pereira, que teria usado um pedaço de corda amarrado ao galho de uma árvore para se enforcar. A Polícia Civil foi acionada e o delegado Giovani Bertinatti foi até o local para acompanhar o trabalho de perícia da Polícia Científica.

O histórico da ocorrência aponta que não foram encontrados sinais de luta corporal ou de agressão física recente no corpo do açougueiro. Testemunhas que encontraram a vítima disseram não ter ouvido qualquer ruído, pedido de socorro ou indicações de que possa se tratar de homicídio. Também foi apurado, por meio de informações de pessoas que estavam próximas, que Glaicon havia sido visto caminhando sozinho pela manhã nas proximidades do local, que tem pouco movimento de pessoas ou veículos.

Conforme registros policiais, familiares relataram que o açougueiro sofria com dependência química, o que poderia ter potencializado algum distúrbio que pudesse levá-lo a intenção de atentar contra a própria vida. O delegado responsável pela ocorrência classificou, ‘a priori’, a ocorrência como suicídio consumado. Porém, determinou o encaminhamento do corpo para o IML de Assis, para necropsia, e aguarda os laudos da perícia para concluir o caso.

No início da tarde desta quinta-feira, o corpo de Glaicon ainda estava no IML de Assis e deveria ser liberado ao Memorial Aliança, com previsão de iniciar o velório por volta das 17 horas. O açougueiro, que era casado e deixa dois filhos, será sepultado amanhã, às 8 horas, no Cemitério Municipal de Palmital.

Polícia

Motociclista morre ao cair após passar direto em rotatória em Marília

Segundo o Bombeiros, nenhum outro veículo se envolveu no acidente. A via não precisou ser interditada e as causas do acidente serão investigadas.

Publicado em

Do G1

Um motociclista de 31 anos morreu em um acidente na madrugada desta quinta-feira (20), na zona norte de Marília (SP).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima trafegava pela avenida Sanches Cibantos quando, por volta de 3h30, passou direto por uma rotatória e caiu. O motociclista morreu no local.

Segundo o Bombeiros, nenhum outro veículo se envolveu no acidente. A via não precisou ser interditada e as causas do acidente serão investigadas.

Continue lendo

Polícia

Ex-prefeito de Platina e filho são mortos em troca de tiros com a polícia em Assis

Segundo a PM, os dois furaram bloqueio na rodovia Manoel Fernandes, entre Assis e Lutécia. Um policial militar foi atropelado e outros três ficaram feridos, segundo a PM.

Publicado em

Do AssisNews
Ex-prefeito de Platina e filho são mortos em troca de tiros com a polícia em Assis

O ex-prefeito de Platina Benedito Carlos Clausen, de 72 anos, e o filho dele de 47 anos morreram baleados durante uma perseguição policial, nesta quarta-feira (19), em Assis (SP). De acordo com a Polícia Militar, um policial ficou ferido após ser atropelado pela dupla.

Ainda de acordo com a polícia, Benedito e o filho estavam em um carro trafegando pela rodovia Manoel Fernandes, entre Assis e Lutécia, quando foram abordados por uma equipe que fazia bloqueio na via.

O condutor do veículo furou o bloqueio, atropelou um policial militar e entrou com o carro em um canavial. Porém, o veículo bateu em uma valeta.

Segundo a PM, os dois estavam armados com revólver calibre 12 e uma pistola 765. Houve troca de tiros e acabaram sendo baleados pelos militares. Devido aos ferimentos, os dois morreram no local.

Ainda de acordo com a PM, outros três policiais ficaram feridos durante a perseguição, sendo que um quebrou o braço e outros dois bateram a cabeça no para-brisas.

Continue lendo

Polícia

Moradoras de Paraguaçu Paulista são presas com 340 kg de maconha no MS

Entre os presos estão quatro mulheres, duas de Paraguaçu Paulista (SP) que seguiam no carro dos batedores e duas que levavam a droga.

Publicado em

Do MS Notícias
Moradoras de Paraguaçu Paulista são presas com 340 kg de maconha no MS

Moradoras de Paraguaçu Paulista são presas com 340 kg de maconha no MS

Seis pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira (17) na MS-156, em Amambai, a 360 km de Campo Grande, fronteira com o Paraguai, levando 339 quilos de maconha em um Corsa Classic. Duas mulheres residentes em Paraguaçu Paulista (SP) estavam no carro com a droga, a condutora e uma passageira. Outras duas viajavam no Agile com dois homens, fazendo o serviço de batedores de estrada.

A apreensão foi feita por policiais militares rodoviários por volta de 5h30 da manhã, durante policiamento na rodovia estadual que liga Amambai a Caarapó.

O primeiro carro abordado foi o Agile, cor prata, com placa de Juiz de Fora (MG), ocupado pelo motorista de 41 anos, por um homem de 29 anos e por duas mulheres de 20 e 23 anos. Todos moram na cidade mineira.

Enquanto os policiais faziam a checagem dos documentos dos ocupantes do Agile, abordaram o outro carro, Corsa, vermelho, com placa de Paraguaçu Paulista (SP), ocupado por duas mulheres, a condutora de 37 anos e a passageira de 38.

Segundo a PMR, as ocupantes do Corsa demonstraram nervosismo na abordagem e ao abrir o porta-malas a polícia encontrou 450 tabletes, totalizando 339 kg quilos de maconha.

A condutora do Corsa confessou que o dono da droga seguia no Agile e que o grupo avisava pelo rádio amador, instalado no carro, sobre fiscalizações policiais na estrada. Os ocupantes do Agile, no entanto, negaram e disseram que viajaram de Juiz de Fora para fazer compras no Paraguai. Os seis presos foram entregues na Polícia Civil em Amambai. Os nomes deles não foram divulgados.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas