Fique conectado

Polícia

Homem que matou ex-namorada a tiro na porta de casa tem prisão preventiva decretada

Jovem de 21 anos saía para trabalhar quando foi atingida no peito, em Tupã (SP). Ele foi encaminhado para a cadeia de Caiuá e vai responder por feminicídio por motivo fútil de traição ou emboscada.

Publicado em

231

Suspeito foi preso por feminicídio em Tupã (Foto: Reprodução/TV TEM)

O jovem de 25 anos, que assassinou a ex-namorada na porta de casa em Tupã (SP), teve a prisão preventiva decretada nesta terça-feira (12). Taila Alana Alves de Souza foi atingida com um tiro no peito quando saía para trabalhar na segunda-feira (11). A vítima foi socorrida para UPA, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a delegada Janaina Pinheiro, que investiga o caso, Alessandro Silva confessou o crime. Ele passou por audiência de custódia e foi encaminhado para a cadeia de Caiuá.

Taila Alana Alves de Souza foi assassinada na porta de casa em Tupã (Foto: Arquivo Pessoal)

Alessandro vai responder por feminicídio por motivo fútil de traição ou emboscada. A arma do crime foi apreendida com dois cartuchos deflagrados. A delegada explica que ele era o principal suspeito do crime.

“A mãe nos disse que desconfiava do ex-namorado porque ela estava sendo ameaçada. Ele acabou confessando e disse que terminaram há alguns meses, mas que continuavam se encontrando, porém ele soube que ela o estaria traindo”, explica a delegada.
‘Quero justiça’
A mãe Débora Alvez Gomes contou que ficou sabendo por uma amiga da vítima que ela estava sofrendo ameaças. “Eles namoraram por sete meses, mas tinham separado há cinco e ele não aceitava. Ele tinha muito ciúme. Eu só quero justiça, quero que ele pague”, afirma.

Débora conta que ouviu os disparos que atingiram a filha de 21 anos. “Acabou meu chão, minha vida acabou. Ele é um monstro, não é dono dela, ela não merecia isso. Tinha planos para o futuro, ele não tinha esse direito, não pensou que ela tinha um filho para criar”, lamenta.

Mãe da jovem morta em Tupã diz que quer justiça (Foto: Reprodução/TV TEM)

Polícia

Jovem é resgatado por bombeiros após cair em penhasco de 30 metros de altura em Marília

Segundo a família, o rapaz de 19 anos estava desaparecido há mais de uma semana e foi achado após morador ouvir gritos de socorro. Vítima foi levada para o Hospital das Clínicas com fraturas nas pernas e escoriações.

Publicado em

Do G1
Jovem foi imobilizado após ser resgatado no fundo do penhasco: fraturas e escoriações — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Um jovem de 19 anos foi resgatado na tarde desta sexta-feira (19) pelo Corpo de Bombeiros após ser localizado em um penhasco de 30 metros de altura, em Marília (SP). Segundo a família da vítima, Guilherme de Almeida estava desaparecido há mais de uma semana.

O penhasco fica nos fundos do Jardim Santa Antonieta, na zona norte da cidade. Segundo os bombeiros, o rapaz foi localizado depois que o morador de uma chácara caminhava pela área de mata do bairro, quando ouviu os pedidos de socorro e acionou as equipes de salvamento.

Os bombeiros desceram o penhasco por meio de uma trilha aberta na mata. De acordo com a corporação, o local é íngreme e considerado de difícil acesso. Com isso, os bombeiros levaram quase duas horas para chegar até a vítima.

No início da tarde, as equipes conseguiram fazer o resgate. O jovem estava consciente, mas estava com fraturas nas pernas e diversos ferimentos pelo corpo.

O rapaz foi imobilizado e levado até o alto do penhasco, onde uma unidade de suporte avançado do Samu já esperava pela vítima. Após checar seu quadro clínico, ele foi encaminhado para o Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas de Marília.

Sumiço

O pai da vítima, Rogério Marcelino Alves, disse que na quinta-feira (11) ele foi avisado de que filho não apareceu no trabalho.

Aos bombeiros, o rapaz disse que estava andando pela beira do barranco quando se distraiu e escorregou. O jovem também disse estava sozinho caído no buraco desde a quinta-feira.

Segundo tenente Fernando Gomes Calógero, do Corpo de Bombeiros, esse tipo de situação de sobrevivência em situação de isolamento por vários dias não é tão rara quanto se imagina.

“A principal preocupação nesses casos é com a desidratação, mas é possível sim sobreviver sem comida e água por vários dias. Geralmente em situação assim a vítima consegue se hidratar com água de chuva ou alguma fonte próxima”, explicou o tenente.

Rapaz sofreu fraturas na pernas e escoriações após uma queda de cerca de 30 metros: “momento de distração” — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Bombeiros tiveram de percorrer uma trilha em terreno íngreme e de difícil acesso — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Continue lendo

Polícia

Acidente envolvendo vários veículos impressiona na região de Marília

Ao menos sete veículos se envolveram no acidente.

Publicado em

Do Marília Notícia
Capotamento registrado em Pompéia (Foto: Arquivo Pessoal)

Um grave capotamento foi registrado na manhã desta quinta-feira (18) no Distrito Industrial de Pompéia (SP) na região de Marília (SP).

Segundo as primeiras informações, o motorista de um Volkswagen Golf, cor branca, perdeu o controle da direção e capotou o veículo, atingindo quatro motos e três carros que estavam estacionados em frente de uma empresa.

O motorista do Golf, que estava sozinho no veículo, foi socorrido até a Santa Casa de Pompeia. Apesar do susto, ele teve ferimentos leves e não corre risco de morte.

O caso foi registrado pela Polícia Militar em um boletim de ocorrência. As causas do capotamento ainda serão apuradas. O condutor não teve a identidade divulgada.

(Foto: Arquivo Pessoal)

(Foto: Arquivo Pessoal)

(Foto: Arquivo Pessoal)

Continue lendo

Polícia

Suspeito de matar namorada a tiros é preso em Marília

Kelly Renata dos Santos de Oliveira, de 20 anos, foi conversar com o namorado no portão; segundo boletim de ocorrência, mãe ouviu os disparos assim que a jovem saiu da casa.

Publicado em

Jovem morre baleada por ex-namorado em Marília — Foto: Redes sociais/Reprodução

O jovem suspeito de matar a namorada a tiros na porta da casa dela, em Marília (SP), foi preso na noite desta quinta-feira (18), na Zona Norte da cidade.

Kelly Renata dos Santos de Oliveira, de 20 anos, morreu depois de ser baleada. De acordo com a mãe da vítima, o suspeito a chamou para conversar no portão, para reatar o namoro. Assim que a filha saiu da casa, a mãe ouviu os disparos.

Jefferson Felipe da Silva Balbo, de 20 anos, segundo a polícia, estava escondido na casa de parentes. Ele correu ao ver a viatura da Polícia Militar, mas foi detido.

Jefferson foi encaminhado para a delegacia e vai passar por audiência de custódia na próxima semana.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas