Ajudante de pedreiro que matou mulher com golpe de canivete vai responder por feminicídio

Homem tentou se matar após o crime; ele foi socorrido e já teve alta; a vítima Cristiane Hidalgo Pinheiro, de 41 anos, foi esfaqueada no pescoço durante uma briga com o companheiro, de 40 anos, na zona rural de Palmital (SP).

Cristiane Hidalgo Pinheiro, de 41 anos, foi morta com uma canivetada (Foto: Reprodução/Jornal da Comarca)

O ajudante de pedreiro suspeito de matar a companheira de 41 anos com um golpe de canivete em Palmital (SP) vai responder por homicídio qualificado com agravante de feminicídio. O crime aconteceu depois de um desentendimento na casa de amigos na zona rural na noite de sábado (16),

Cristiane Hidalgo Pinheiro foi atingida no pescoço e morreu no local. Jeferson Luiz da Costa, de 40 anos, ainda tentou se matar após o crime cortando o próprio pescoço, mas foi surpreendido pelos policiais e tentou fugir. Ele foi perseguido e acabou preso.

Com os cortes no pescoço, o suspeito foi levado para o pronto-socorro. Ele recebeu atendimento médico e em seguida foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil. Jeferson foi preso em flagrante ele vai responder por homicídio qualificado com agravante de feminicídio.

Jeferson foi preso após tentar se matar — Foto: Reprodução/TV TEM

O corpo de Cristiane foi enterrado neste domingo (17). A dona de casa deixou quatro filhos.

Crime aconteceu na casa de amigos do casal após discussão — Foto: Reprodução/TV TEM

#MAIS LIDAS DA SEMANA