Arma e munição que estavam com ex-prefeito e filho foram apreendidas após troca de tiros na zona rural de Assis — Foto: Policia Militar/Divulgação
Arma e munição que estavam com ex-prefeito e filho foram apreendidas após troca de tiros na zona rural de Assis (Foto: Policia Militar/Divulgação)

A Polícia Civil de Assis (SP) decidiu abrir um inquérito para investigar a troca de tiros que resultou na morte do ex-prefeito de Platina (SP), Benedito Carlos Clausen, de 71 anos, e do filho dele, Gilberto Jean Clausen, de 47 anos.

A Polícia Militar também abriu sindicância na corregedoria para apurar a ação dos policiais. A apuração segue sob sigilo.

A ocorrência foi na quarta-feira (19) durante uma perseguição policial. Pai e filho foram baleados após furarem um bloqueio da PM na estrada que liga Assis à Lutécia.

A polícia informou que a dupla, que era foragida da Justiça e tinha uma extensa ficha criminal, era monitorada depois que investigação apontou que eles iriam praticar roubos na região de Assis.

O ex-prefeito, conhecido como Dito Quati, e os dois filhos haviam sido condenados por roubo, formação de quadrilha, tráfico de drogas, estelionato, receptação e homicídio.

Segundo a PM, pai e filho desobedeceram a ordem de parada e atiraram contra os policiais durante a fuga. Nenhum dos policiais foi atingido pelos disparos, mas um ficou ferido quando os fugitivos jogaram o carro contra a viatura da Polícia Militar.

Dupla desobedeceu a ordem de parada da Polícia Militar e fugiu por uma estrada rural em Assis (Foto: Policia Militar/Divulgação)
Dupla desobedeceu a ordem de parada da Polícia Militar e fugiu por uma estrada rural em Assis (Foto: Policia Militar/Divulgação)

Um dos policiais caiu da viatura e acabou sendo atropelado pelo carro do ex-prefeito. O policial foi socorrido e teve fratura no braço. Outros dois policiais tiveram ferimentos leves durante o acidente com a viatura. Eles foram atendidos e tiveram alta.

No carro dos suspeitos, a polícia apreendeu uma pistola 765 e uma espingarda calibre 12.

Investigação

Desde segunda-feira, as polícias Civil e Militar receberam denúncias de que o ex-prefeito de Platina estava planejando praticar roubos na região de Assis. A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) pediu interceptações telefônicas e descobriu que Benedito Clausen, o Dito Quati, e o filho iriam agir na região.

Clausen, que foi prefeito de Platina de 1989 a 1992, foi preso em Londrina, em 1995, acusado de tráfico internacional de drogas.

Na época, a Polícia Federal fechou um laboratório de refino de cocaína que seria do ex-prefeito de Platina (SP). A droga, segundo a PF, vinha da Bolívia e os 180 quilos de pasta base apreendidos na época foram avaliados em R$ 9 milhões.

Clausen e os filhos foram condenados a mais de 40 anos de prisão, mas, em 2003, ele e os dois filhos foram resgatados da cadeia de Londrina em uma ação comandada por membros da própria família, informou a polícia.

Ex-prefeito de Platina, conhecido como Dito Quati, estava foragido desde 2003 quando foi resgatado de um presídio em Londrina (Foto: Arquivo pessoal)
Ex-prefeito de Platina, conhecido como Dito Quati, estava foragido desde 2003 quando foi resgatado de um presídio em Londrina (Foto: Arquivo pessoal)

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Mulher que colocou veneno de rato na comida da filha é condenada a mais de 25 anos de prisão

A defesa da mulher alegou que ela era incapaz de entender a gravidade do que havia feito.

Motorista de caminhão fica preso nas ferragens após acidente

A vítima foi encaminhada com ferimentos na cabeça à UPA.

Tamanduá-bandeira com sinais de atropelamento é resgatado pela Polícia Ambiental

Animal estava caído às margens da Rodovia General Euclides de Oliveira Figueiredo (SP-563), nas proximidades do Parque Estadual do Rio do Peixe, em Dracena (SP).

Motorista que provocou o acidente com 10 vítimas é preso

O acidente ocorreu no km 399 da Raposo Tavares, no município de Ibirarema.