Funcionário dos Correios é preso por furtar produtos de encomendas

Servidor foi conduzido à Polícia Federal material voltou à distribuição.

A Polícia Militar (PM) prendeu, na manhã de ontem, um funcionário dos Correios por peculato. O servidor público, cujo nome não foi divulgado, trabalha no depósito da empresa no Distrito Industrial 1, em Bauru. Os Correios acionaram a PM após detectar a irregularidade e a equipe Alpha da 4.ª Companhia encontrou, no carro do acusado, quatro pacotes lacrados. Como ainda estavam fechados, eles foram devolvidos à empresa e seguirão para entrega aos destinatários.

A PM fez buscas no apartamento da mulher do empregado, no Núcleo José Regino, onde foram localizados mais produtos, entre eles 131 relógios de pulso, três relógios de bolso, canetas, pincéis de maquiagem, cinco óculos, cortador de unha para cachorro e carregador de aparelho celular. O material foi apreendido e levado para a delegacia da Polícia Federal (PF) de Bauru, onde o acusado também foi detido por peculato – crime de subtração ou desvio de dinheiro ou bem público praticado por funcionário público.

A estatal informou, por meio de nota, que está contribuindo com as investigações da polícia. “Os Correios, diante da atitude suspeita do empregado, acionaram a polícia para realizar a abordagem e tomar as providências. A empresa está colaborando com as investigações e repudia qualquer ato ilícito praticado por seus empregados, dentro ou fora da organização. Vale destacar que a conduta em questão não condiz com as normas da instituição e não traduz o comportamento de seu quadro de pessoal”.

Ainda segundo o texto encaminhado, internamente, foi aberto processo de apuração que pode culminar, inclusive, na demissão do acusado. “Quanto aos objetos postais, eles não sofreram avarias e já retornaram ao fluxo postal”, conclui texto da assessoria de imprensa da empresa.

#MAIS LIDAS DA SEMANA