Fique conectado

Polícia

Motorista foge de abordagem e viatura da PM bate em poste em Palmital

Perseguição aconteceu neste domingo (11).

Publicado em

679

Motorista foge de abordagem e viatura da PM bate em poste em Palmital (Foto: Divulgação)

Um jovem de 18 anos foi surpreendido no início da tarde de domingo (11) por uma equipe da Polícia Militar fazendo manobras arriscadas com sua caminhonete e, por não obedecer às ordens de parada para abordagem, foi acompanhado por ruas e estradas da zona rural de Palmital (SP).

A ocorrência terminou com o acidente da viatura, que se chocou contra um poste no Parque dos Antúrios. Porém, os policiais conseguiram deter o motorista, que não portava habilitação e recebeu diversas autuações por infrações de trânsito.

Segundo informações da PM, a equipe esteva em patrulhamento quando, por volta das 12 horas, deparou com a Saveiro preta fazendo arrancada brusca na rua Wady Zugaiar, na saída do Montreal. Os policiais tentaram abordar o veículo, mas o motorista empreendeu fuga desobedecendo às ordens de parada. O condutor empreendeu alta velocidade por diversas ruas do bairro Paraná, causando risco de vida aos pedestres e de danos a outros veículos. A caminhonete acessou a Nelson Leopoldino, no sentido Paraná, sempre ignorando as ordens de parada dos policiais.

O veículo foi até a vicinal João Izidoro Leandro, onde tomou sentido Cândido Mota e, em seguida, passou a transitar pelas estradas rurais na Água da Aldeia, retornando para a Nelson Leopoldino em sentido a Palmital. Ainda acompanhado, o motorista entrou novamente pelo bairro Paraná e os policiais decidiram mudar a estratégia, usando outras ruas para tentar fazer o cerco ao motorista.

Devido a detritos existentes no cruzamento das ruas Canaan Tannus, o policial perdeu o controle e colidiu a frente da viatura contra um poste ao fazer a conversão na rua Comendador Braz Biondi. O acidente ocorreu na saída para o pesqueiro do Toninho Cassiano. A estrutura que sustenta as redes de eletricidade e telefonia, além da iluminação pública, teve a base quebrada e foi substituída pela Energisa já na tarde de domingo.

Os policiais que atuavam na ocorrência não sofreram ferimento e conseguiram deter logo em seguida o motorista da Saveiro, que havia estourado dois pneus em uma valeta e também se acidentou no Anel Viário Francisco Leandro da Silva, que fica paralelo à rua Comendador Braz Biondi. Os pms tiveram de usar força física moderada para deter e algemar o motorista, que teria oferecido resistência.

O jovem, que está apenas com permissão para dirigir, disse que fugiu da abordagem por não estar portando seu documento de habilitação. O motorista, que acabou liberado no local, também foi autuado por desobediência a sinal de parada, arrancada brusca, direção perigosa e pela Saveiro estar com o lacre da placa rompido. A Saveiro foi apreendida para a regularização.

A Polícia Civil também foi acionada para o registro da ocorrência visando a apuração de eventuais responsabilidades em âmbito criminal e para a realização de perícia no local do acidente. A viatura avariada, que foi recebida pelo Pelotão de Palmital no final do ano passado e havia sido atingida por tiro durante atendimento a homicídio em março no bairro São José, foi encaminhada para o 32º Batalhão de Assis, para procedimentos administrativos.

Polícia

Motociclista de 30 anos morre em acidente na rodovia Paraguaçu/Assis

Vítima fatal era moradora de Tupã (SP).

Publicado em

Do i7 Notícias
Marcelli Penteado Piva, de 30 anos, conduzia a motocicleta. Com o impacto da colisão, ela morreu no local (Foto: Manoel Moreno)

Marcelli Penteado Piva, de 30 anos, conduzia a motocicleta. Com o impacto da colisão, ela morreu no local (Foto: Manoel Moreno)

Um grave acidente tirou a vida de uma mulher, de 30 anos, na manhã desta quinta-feira (05), por volta das 09h, na Rodovia Manílio Gobbi, entre Paraguaçu Paulista (SP) e Assis (SP).

Conforme informações colhidas no local, dois carros e uma motocicleta, todas com placas de Paraguaçu Paulista (SP), se colidiram próximo à ponte do Rio Capivara. O que motivou o acidente será investigado pela Polícia Científica.

Marcelli Penteado Piva, de 30 anos, que conduzia a motocicleta, morreu no local. Ela era moradora de Tupã (SP).

As condutoras dos carros sofreram ferimentos leves e foram encaminhadas ao Pronto-Socorro, pelo Samu e Resgate do Corpo de Bombeiros.

Marcelli Penteado Piva, de 30 anos, conduzia a motocicleta (Foto: Manoel Moreno)

Marcelli Penteado Piva, de 30 anos, conduzia a motocicleta (Foto: Manoel Moreno)

Continue lendo

Polícia

Operação das polícias Civil e Militar apreende arma de fogo em Assis

O cumprimento ao mandado de busca domiciliar com o objetivo de combater à posse e porte ilegal de armas de fogo, foi coordenado pelo delegado Marcelo Armstrong Nunes.

Publicado em

Do AssisNews
Operação das polícias Civil e Militar apreende arma de fogo em Assis (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Uma operação conjunta das Polícias Civil e Militar na manhã desta quarta-feira (4), resultou na apreensão de uma arma de fogo em Assis (SP).

O cumprimento ao mandado de busca domiciliar com o objetivo de combater à posse e porte ilegal de armas de fogo, foi coordenado pelo delegado Marcelo Armstrong Nunes.

Na ação, foi localizado um revólver calibre 38, com a numeração ‘raspada’, dentro de uma caixa de ferramentas. Segundo os policiais, o investigado não estava no local.

O delegado registrou a ocorrência em base da Lei do Estatuto do Desarmamento e indiciou o investigado.

Continue lendo

Polícia

Polícia Civil de Palmital prende assassino de agente de atletas

Odair Donizeti de Oliveira foi morto com um tiro na noite de domingo (01).

Publicado em

Do Jornal da Comarca
Odair Donizeti de Oliveir (Foto: Arquivo Pessoal)
Odair Donizeti de Oliveira foi morto com um tiro na noite de domingo (Foto: Divulgação)

Menos de 72 horas depois do assassinato do agenciador de jogadores de futebol Odair Donizete de Oliveira, o Dairzinho, de 43 anos, a equipe da Polícia Civil de Palmital (SP), comandada pelo delegado Giovanni Bertinatti, identificou e prendeu o autor do homicídio.

A prisão aconteceu no começo da noite desta quarta-feira (04), quando o autor foi conduzido à Delegacia de Polícia, confessou o crime e apresentou a arma usada para matar o agenciador.

Polícia Civil de Palmital identifica e prende assassino de Dairizinho

Polícia Civil de Palmital identifica e prende assassino de Dairizinho

O crime, de grande repercussão na região, foi praticado na noite de domingo, 01, quando Dairizinho estava na casa de uma tia, na Rua Laudelino Batista da Rocha, no Jardim Paulista, e foi chamado à rua. Quando chegou no quintal da residência, cujo portão estava aberto, recebeu um tiro na altura do pescoço e morreu na hora.

O autor do homicídio, que teria chegado e fugido a pé da cena do crime, estava foragido e sem identificação, quando a equipe da Polícia Civil iniciou investigações para elucidação do caso.

Segundo o Delegado Giovanni, a identificação do autor do crime já foi feita na segunda-feira, quando foi pedida sua prisão à Justiça. Colhendo informações, fazendo diligências e mantendo contato com a família, foi iniciado um processo de negociação que culminou com a prisão do trabalhador rural J.A.N, de 32 anos, morador no bairro Água do Capixingui, em Palmital.

Depois de permanecer foragido na região de Marília, o autor do homicídio voltou para casa na tarde desta quarta-feira, quando foi conduzido à Delegacia de Polícia de Palmital e entregou a arma do crime, um revólver calibre 22.

Em depoimento ao delegado, na presença de seu advogado, o rapaz confessou o crime e alegou que a motivação teria sido vingança, pois Dairzinho teria assediado seu filho de 10 anos, que joga futebol, e também “mexido” com sua companheira.

No relato que fez à Polícia, o rapaz disse que não conhecia a vítima, que nunca teve contato pessoal, que sabia apenas de sua “fama” e que soube do assédio há cerca de um mês, quando o menino relatou os fatos e a mulher também contou sobre as investidas que teriam partido de Dairzinho.

No depoimento, o autor do crime disse que ficou muito transtornado com a revelação, que os detalhes não saiam de sua cabeça e que, como soube que Dairzinho estava naquela casa no domingo, decidiu praticar a vingança de morte, que acabou se consumando.

O autor do homicídio foi autuado na Delegacia de Polícia de Palmital por homicídio doloso, com agravante do fator surpresa e impossibilidade de defesa da vítima e pelo porte ilegal de arma, cujas penas somadas podem chegar a 34 anos de reclusão. Depois do depoimento, ele foi conduzido ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Lutécia, onde deve permanecer em prisão temporária de 30 dias.

O Delegado Bertinatti disse que o autor não possui antecedentes criminais, que jamais teve qualquer envolvimento com ilícitos, seja como menor ou depois de completar a maioridade, e que o homicídio de domingo foi o primeiro caso envolvendo seu nome.

O Delegado de Palmital comentou também a sucessão de homicídios e de ocorrências graves registradas na cidade este ano, que já somam sete homicídios, superando até mesmo o número de suicídios, que chegaram a cinco. “Estamos com muito trabalho e atuando com uma equipe reduzida, mas felizmente conseguimos elucidar todos os casos registrados até agora, com 100% de esclarecimento dos homicídios”, finalizou.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas