A Polícia Civil de Assis (SP) investiga a suspeita de que a mulher cujo corpo foi encontrado enterrado na última quinta-feira (17) tenha sido vítima de homicídio. Vera Soares, de 46 anos, ficou desaparecida por oito dias, desde o último dia 9.

De acordo com o delegado Marcelo Armstrong, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), a vítima era moradora de Cambará (PR), mas viajava com frequência para Assis, onde tinha familiares.

O delegado informou que testemunhas ligadas à vítima, tanto em Assis como em Cambará, já estão sendo ouvidas, e que as investigações agora aguardam o resultado do laudo do IML que apontará a causa da morte.

Moradores que passavam pela zona rural de Assis sentiram um cheiro muito forte e encontraram uma mão que estava para fora da terra. Os moradores acionaram a polícia, que chamou os bombeiros para desenterrar o corpo.

O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Assis e passou por exames. A identificação foi feita por meio das impressões digitais e por um filho da vítima, que fez o reconhecimento do corpo, que foi enterrado no sábado (19) em Cambará (PR).

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Mulher morre após acidente com três carros na rodovia em Paraguaçu

Automóvel em que estava vítima capotou após outro veículo tentar ultrapassá-lo.

Homem é preso com mais de 300 tabletes de maconha em rodovia de Paraguaçu Paulista

O motorista abandonou o veículo em uma estrada rural e fugiu a pé em meio a plantação de milho.

Autores de incêndios em áreas agrícolas foram sentenciados a prisão

Os incêndios aconteceram nas regiões de Assis, Tarumã e Cândido Mota.

Homem morre carbonizado depois de salvar irmão de incêndio

Vítima retirou irmão que usa muletas de dentro da casa.