Idoso morre atropelado por moto em trecho urbano de rodovia em Ourinhos

Homem de 70 anos atravessava a rodovia Raposo Tavares (SP-270) quando foi atingido. Teste do bafômetro indicou embriaguez do motociclista, que vai ser investigado por homicídio culposo.

Um homem de 70 anos morreu atropelado por um moto na noite desta quarta-feira (20) enquanto tentava atravessar o trecho urbano da rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Ourinhos (SP).

Segundo informações da polícia, por volta das 20h o idoso atravessava na faixa de pedestre localizada no km 474 da rodovia, que passa entre os bairros Parque Minas Gerais e Nova Esperança, quando foi atingido pelo motociclista.

O homem foi atendido no local do acidente por uma equipe do Samu e levado para a Santa Casa da cidade, onde não resistiu aos ferimentos e morreu às 3h desta quinta-feira (21). O motociclista sofreu ferimentos no tornozelo, foi atendido e liberado.

Segundo a polícia, o teste do bafômetro aplicado ao motociclista apontou 0,22 miligrama de álcool por litro de ar expirado (mg/L), valor que indica embriaguez passível de autuação administrativa – o limite permitido é menos de 0,05 mg/L. O motociclista foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

O trecho, que é administrado pelo estado, através do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), possui nas proximidades do acidente alguns redutores de velocidade, com limite de 40 km/h, e uma lombada eletrônica (radar), com limite de 60 km/h.

Para a filha do idoso, Simone Dias, excesso de velocidade no local provocou o acidente: "Os carros passam 'a milhão' por aqui" — Foto: TV TEM/Reprodução
Para a filha do idoso, Simone Dias, excesso de velocidade no local provocou o acidente: “Os carros passam ‘a milhão’ por aqui” — Foto: TV TEM/Reprodução

Mesmo assim, a filha do idoso, Simone Dias, critica a alta velocidade com que os carros e motos passam no local onde o pai foi atropelado.

“Moramos aqui há quase 20 anos e esse era o trajeto do meu pai de todos os dias. Mesmo assim, ele foi mais uma vítima dos carros que passam ‘a milhão’ por aqui”, disse a filha.

#MAIS LIDAS DA SEMANA