Fique conectado

Polícia

Jovem é agredido em Tupã e alega homofobia: ‘Disseram que ‘viado’ tinha que morrer’

Vítima relatou à polícia que se desentendeu com um jovem em um baile funk e no dia seguinte, rapaz e amigos o agrediram. Caso foi registrado como lesão corporal e é investigado pela DIG.

Publicado em

443

Jovem registra BO após ser agredido por grupo em Tupã; ele alega homofobia — Foto: Arquivo pessoal
Jovem registra BO após ser agredido por grupo em Tupã; ele alega homofobia — Foto: Arquivo pessoal

Um jovem de 25 anos registrou um boletim de ocorrência depois de ser agredido por um grupo em Tupã (SP). Segundo o rapaz, as agressões ocorreram por ele ser homossexual. O caso teria ocorrido na última sexta-feira (15) e a vítima passou por corpo de delito nesta segunda-feira (18).

De acordo com o registro da Polícia Civil, a vítima relatou que se desentendeu com um rapaz em um baile funk, na noite de quinta-feira (14). Ao G1, o jovem, que não quis se identificar, disse que foi um caso de homofobia.

“O rapaz estava na festa e falou que eu estava me esfregando nele. Eu sou gay e gosto de dançar, de me divertir. Aí ele pegou e deu três murros nas minhas costas. Quando virei de frente, descontei e ficou por isso mesmo”, lembra o jovem.

Rapaz teve lesões no corpo e no rosto, devido às agressões sofridas em Tupã — Foto: Arquivo pessoal

Rapaz teve lesões no corpo e no rosto, devido às agressões sofridas em Tupã — Foto: Arquivo pessoal

Ainda segundo o boletim de ocorrência, na sexta-feira, o rapaz com quem a vítima tinha se desentendido no dia anterior o encontrou em uma choperia da cidade, na Avenida Tamoios, e os dois tiveram uma nova discussão.

O rapaz estava acompanhado de dois amigos, um homem e uma mulher, que também se envolveram na confusão. De acordo com o registro, a vítima foi agredida com arranhões, chutes e ‘gravatas’, sofrendo diversas lesões.

Vítima de 25 anos disse ao G1 que foi agredida por homofobia — Foto: Arquivo pessoal

Vítima de 25 anos disse ao G1 que foi agredida por homofobia — Foto: Arquivo pessoal

“Um dos caras falou que ‘viado’ tinha que morrer, que tinha que apanhar mesmo. Aí me levaram para o meio da rua e começaram a me bater”, contou a vítima ao G1.
Segundo o registro, o jovem foi socorrido para a UPA e, quando saiu do local, teve uma crise convulsiva e desmaiou, sendo levado para a Santa Casa para atendimento médico. A vítima recebeu alta e se recupera em casa.

O boletim de ocorrência foi registrado como lesão corporal e o caso é investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG). De acordo com a delegada Milena Davoli, são realizadas diligências para tentar identificar os agressores e a motivação do crime também é apurada.

* Colaborou com a supervisão de Mariana Bonora.

Polícia

Homem com CNH vencida é preso por embriaguez na SP-333

Caso aconteceu na segunda-feira (27).

Publicado em

Do Marília Notícia
Polícia Rodoviária - Viatura
Homem com CNH vencida é preso por embriaguez na SP-333 (Foto: Reprodução/Marília Notícia)

O vendedor Pedro Elizeu dos Santos, de 66 anos, foi preso por embriaguez ao volante e dirigir sem habilitação nesta segunda-feira (27) na Rodovia SP-333 em Marília (SP).

Conforme o Boletim de Ocorrência, por volta de 14h22 a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) deu sinal de parada a um veículo e ao consultar a habilitação do motorista constatou que a mesma estava vencida.

O motorista, identificado como Pedro, passou pelo teste do bafômetro que constatou 0,73 miligramas de álcool por ar alveolar expelido dos pulmões.

Diante dos fatos, o vendedor foi preso e encaminhado até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) onde o delegado de plantão arbitrou fiança de R$ 1 mil. Como o valor não foi apresentado, Pedro passaria por audiência de custódia.

Continue lendo

Polícia

Motorista fica gravemente ferido após trator tombar sobre ele, em Paraguaçu

Um dos pneus do trator entrou em uma vala, o que fez ele tombar por cima da vítima.

Publicado em

Do i7 Notícias
No momento do resgate, pode-se perceber que ele teve várias fraturas expostas no braço esquerdo, além de ferimentos graves no tórax e rosto (Foto: Manoel Moreno)

No momento do resgate, pode-se perceber que ele teve várias fraturas expostas no braço esquerdo, além de ferimentos graves no tórax e rosto (Foto: Manoel Moreno)

Um homem, de 64 anos, ficou gravemente ferido, após um acidente ocorrido na manhã desta segunda-feira (28), em Paraguaçu Paulista (SP).

Conforme informações colhidas no local, Antonio Severio estava roçando a área do acostamento da Rodovia Prefeito José Gagliardi (SP-284), km 484, próximo ao distrito de Sapezal, quando o pneu do trator entrou em uma vala e tombou por cima dele.

Foi necessário o uso de uma pá carregadeira para retirar o trator de cima da vítima, que ficou gravemente ferida. No momento do resgate, pode-se perceber que ele teve várias fraturas expostas no braço esquerdo, além de ferimentos graves no tórax e rosto.

Antonio foi socorrido pelo Resgate do Corpo de Bombeiros, Samu e encaminhado ao Pronto-Socorro.

(Foto: Manoel Moreno)

(Foto: Manoel Moreno)

(Foto: Manoel Moreno)

(Foto: Manoel Moreno)

(Foto: Manoel Moreno)

(Foto: Manoel Moreno)

(Foto: Manoel Moreno)

(Foto: Manoel Moreno)

Continue lendo

Polícia

Mulher é morta a tiros dentro de ônibus em Marília; atirador se matou na sequência

Segundo a polícia, criminoso arrastou a vítima para fora do veículo, mas ela voltou ao coletivo quando foi baleada. Ex-marido da vítima se matou na sequência.

Publicado em

Do G1
Mulher é morta a tiros dentro de ônibus em distrito de Marília — Foto: TV TEM/Reprodução
Mulher é morta a tiros dentro de ônibus em distrito de Marília — Foto: TV TEM/Reprodução

Uma mulher foi morta a tiros dentro de um ônibus na madrugada desta terça-feira (28), no distrito de Padre Nóbrega, em Marília (SP). O ex-marido dela, se matou na sequência.

De acordo com a Polícia Militar, o homem arrastou Elizabeth Aparecida Raimundo, 35 anos, para fora do ônibus, mas ela conseguiu voltar ao coletivo. Em seguida, o criminoso a colocou sentada na escada e atirou na cabeça.

A perícia foi acionada e apura quantos tiros foram disparados. A polícia informou que o criminoso fugiu de carro e se matou dentro do veículo, na Avenida República, no Bairro Palmital.

A polícia registrou o crime como feminicídio. Conforme apurado pela polícia, o ex-marido não aceitava o fim do relacionamento. A mulher estava indo trabalhar, por volta das 5h, e havia outros passageiros no ônibus no momento do crime. Outras pessoas não se feriram.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas