Homem que morreu baleado pela PM em Bastos era suspeito de violência doméstica

Equipe da polícia estava acompanhando oficial de Justiça para cumprir mandado de afastamento e retirar os pertences dele da casa da mulher quando suspeito reagiu com uma faca.

O homem que morreu baleado pela Polícia Militar, na madrugada de sexta-feira (13) em Bastos (SP), era suspeito de violência doméstica e estava recebendo um mandado de afastamento da mulher no momento da abordagem.

Segundo a Polícia Militar, a equipe estava acompanhando o oficial de Justiça até a casa do suspeito, para o homem pegar seus pertences e deixar o local, para o cumprimento da medida protetiva. Segundo a polícia, ele entrou na casa dizendo que iria buscar alguns documentos, mas voltou armado com uma faca.

Diante disso, os policiais atiraram usando balas de borracha, mas o homem conseguiu fugir para um matagal. Durante a madrugada, a PM conseguiu encontrá-lo novamente na casa onde morava com a mulher.

Houve um novo confronto, no qual o homem foi atingido com três disparos e morreu no local. Os policiais não se feriram.

A mulher não estava em casa neste momento porque, segundo a polícia, ela tinha deixado o local com medo de que o homem retornasse.

De acordo com a polícia, o homem de aproximadamente 50 anos não teve a identidade divulgada por estar em posse de documentos falsos.

#MAIS LIDAS DA SEMANA