Suspeito de latrocínio que vitimou aposentado em Rancharia é morto durante abordagem da PM em Iepê

Jonas Campanha da Silva, de 23 anos, foi atingido ao resistir a prisão no Assentamento Nelson Mandela. Ele chegou a ser encaminhado para um hospital, onde o óbito foi constatado.

O suspeito de ter cometido o latrocínio que vitimou um aposentado de 69 anos, em Rancharia (SP), morreu após ser baleado durante uma abordagem da Polícia Militar, na zona rural, em Iepê (SP), na tarde desta sexta-feira (21).

O delegado da Polícia Civil Arlindo Ribeiro Sales informou ao G1 que Jonas Campanha da Silva, de 23 anos, apresentou resistência no momento da abordagem dos militares do 8º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) e foi baleado.

Contra ele havia um mandado de prisão temporária de 30 dias, que foi decretado pela Justiça a pedido da Polícia Civil no andamento das investigações do latrocínio.

O documento de identidade de Jonas Campanha da Silva foi encontrado dentro do carro da vítima, segundo Sales.

O delegado da Polícia Civil, em Iepê, Fábio Bonini Ferrão informou à TV Fronteira que a abordagem ocorreu às 17h no Assentamento Nelson Mandela.

Segundo Ferrão, Jonas foi socorrido e encaminhado para o hospital de Rancharia, onde a morte foi constatada.

A investigação sobre o latrocínio prossegue para apurar uma possível co-autoria no crime.

Polícia Militar

Segundo informações da Polícia Militar ao G1, desde o começo da tarde desta sexta-feira (21), o Canil do Baep e outras equipes do batalhão estavam à procura de Jonas Campanha da Silva, pois um morador da área rural de Iepê havia visto o suspeito passando próximo a alguns assentamentos.

As buscas começaram e, em determinado momento, os militares chegaram em um assentamento, onde um morador disse que o suspeito tinha tomado água e havia entrado em um canavial, que fica ao lado de sua casa.

Conforme a PM relatou ao G1, as equipes realizaram diligências, foram agredidas a tiro, os policiais militares revidaram e acertaram o suspeito.

Jonas foi socorrido por uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros e encaminhado para o Pronto-socorro de Rancharia, porém, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital, segundo a PM.

A Polícia Militar detalhou ainda que, após um cão farejador rastreá-lo por duas horas, uma equipe do 8º Baep ouviu barulho vindo do interior de um canavial, quando o jovem efetuou disparos na direção dos policiais, que revidaram atingindo Jonas que caiu no chão.

Além dos militares do Baep, a operação que resultou no cerco ao suspeito ainda contou com o envolvimento do Canil e do Helicóptero Águia da PM, de policiais civis e de guardas municipais.

Wilsom Simionato foi assassinado em Rancharia — Foto: Reprodução/Facebook
Wilsom Simionato foi assassinado em Rancharia — Foto: Reprodução/Facebook

O caso

Um aposentado de 69 anos morreu após ter sido encontrado amarrado e ferido em uma propriedade rural próxima ao Balneário Municipal de Rancharia (SP) na manhã desta quinta-feira (20).

A vítima, que foi identificada como Wilsom Simionato, chegou a ser socorrida e levada ainda com vida e inconsciente ao Hospital e Maternidade de Rancharia, mas não resistiu aos ferimentos e teve a morte confirmada na unidade de saúde.

De acordo com as informações da Polícia Militar, o aposentado saiu de casa de carro, por volta das 6h30, para levar uma neta à escola e não voltou mais.

Com a demora no retorno dele, os familiares acionaram a polícia para comunicar o desaparecimento do homem.

Os familiares relataram à polícia que o homem tinha o hábito de passar por uma padaria da cidade no período da manhã.

Um funcionário de uma propriedade rural entrou em contato com a PM e relatou que havia encontrado o homem amarrado e ferido, com sinais de agressões, na área que fica na altura do km 45 da Rodovia Brigadeiro Eduardo Gomes (SP-457), próximo a uma mata.

Os militares então dirigiram-se ao local e depararam-se com a vítima, que, segundo a polícia, não tinha ferimentos de perfuração no corpo causados por facada ou tiro.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e resgatou a vítima, que acabou encaminhada ao Hospital e Maternidade de Rancharia para receber atendimento médico, por volta das 12h.

No entanto, o aposentado não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

O corpo de Wilsom Simionato foi sepultado na tarde desta sexta-feira (21), no Cemitério Municipal de Rancharia.

Latrocínio

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de latrocínio o caso. O delegado Arlindo Ribeiro Sales informou ao G1 não foram localizados os documentos e dinheiro que estavam na carteira da vítima. “Mataram ele para roubar”, declarou.

Ainda conforme o delegado, no local onde a vítima foi encontrada não foi localizado nenhum objeto que possa ter sido usado no crime.

Veículo do aposentado foi localizado em Iepê (SP) — Foto: Mateus Tarifa/TV Fronteira
Veículo do aposentado foi localizado em Iepê (SP) — Foto: Mateus Tarifa/TV Fronteira

Carro localizado

O carro da vítima foi localizado pela polícia após o suspeito se envolver em um acidente. O veículo foi recuperado na noite desta quinta-feira (20), mas o suposto autor do crime conseguiu fugir, nas proximidades de Iepê (SP).

O suspeito estava havia pouco tempo fora da prisão, após cumprir pena pelo crime de tráfico de drogas, em Alfenas (MG), segundo Sales.

Uma pedra, que possivelmente tenha sido usada nas agressões que a vítima sofreu, foi localizada no interior do carro, de acordo com Sales. O material foi encaminhado para perícia.

#MAIS LIDAS DA SEMANA