Jovem de Assis que cursa medicina em Bauru é presa por tráfico; Advogado pede liberdade provisória

Jovem de Assis que cursa medicina em Bauru é presa por tráfico

O advogado Ernesto Nóbile foi contratado pelos pais de uma jovem 22 anos, estudante do terceiro ano de Medicina e filha de família bastante conceituada e tradicional na sociedade de Assis (SP), por ter sido presa em Bauru (SP), sob a acusação de traficante.

Segundo Nóbile, em uma blitz, Policiais encontraram debaixo do tapete do carona, 28 pinos de cocaína. Levada para a Delegacia de Polícia, a jovem explicou ao delegado que costuma dar carona para amigas de faculdade e que uma delas, filha de família da região de Marilia, foi quem escondeu a droga, sem ela saber.

O delegado deu voz de prisão e instaurou inquérito policial por tráfico, onde após audiência de custódia, teve sua prisão preventiva decretada. Ela foi recolhida à Penitenciária Feminina de Pirajuí (SP).

Ernesto afirmou que o local tem apenas vagas para mil presas, mas está com uma lotação de quase duas mil presas.

Ele disse ainda que a jovem estudante de Medicina, primária, é inocente e ingressará com pedido de Liberdade Provisória para que a mesma aguarde o julgamento em liberdade.

Caso o Juíz negue, Nóbile disse que ingressará com pedido de Prisão Domiciliar, com permissão para que a jovem possa continuar a estudar.

O advogado ingressará com pedido junto ao Juíz Criminal de Bauru com pedido de exame de incidência toxicológica, para que um psiquiatra forense emita um laudo, que provará a inocência da jovem.

#MAIS LIDAS DA SEMANA