Foram apreendidos mais de 400 quilos de drogas, sendo 225 kg de cocaína e 204 kg de crack, durante a operação em Tupã — Foto: Polícia Civil / Divulgação

Policiais da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) apreenderam mais de 400 quilos de drogas durante uma operação na base da Polícia Rodoviária na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, em Tupã (SP), na noite deste domingo (23).

Um empresário de Marília e o motorista de um caminhão foram presos transportando os 225 quilos de cocaína e 204 quilos de crack. Os entorpecentes, avaliados em R$ 5 milhões, estavam no caminhão em meio a uma carga de cebolas. O empresário preso dirigia o veículo que era usado como “batedor”.

Segundo o delegado titular da Dise, Flávio Delgado de Melo, a polícia recebeu a denúncia sobre o transporte da droga e montou uma operação na rodovia para abordar os suspeitos.

Drogas, avaliadas em R$ 5 milhões, estavam em meio à carga de cebolas de caminhão — Foto: Polícia Civil / Divulgação

Após a apreensão, os policiais foram até a casa do empresário em um condomínio de alto padrão em Marília, onde foram apreendidos documentos e R$ 22 mil em dinheiro.

O empresário e o motorista do caminhão foram presos em flagrante por tráfico de drogas e devem passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (24) à tarde.

A polícia segue com investigações para saber qual era destino da droga e apurar o envolvimento de mais pessoas. O caminhão e o carro de luxo do empresário foram apreendidos.

Carro do empresário de Marília foi apreendido durante a operação que apreendeu 400 kg de drogas em Tupã — Foto: Polícia Civil / Divulgação

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Ladrão agride e arrasta mulher na rua durante tentativa de roubo

Os dois ladrões, que estavam armados, ainda não foram presos.

Motorista de carreta é flagrado com quase 390 quilos de drogas

Foram apreendidos 374 tabletes de drogas que totalizaram 388,3 quilos.

Batida frontal entre dois veículos mata uma pessoa

O atendimento contou com apoio e sinalização do DER.