Um homem, de 36 anos, foi preso por tráfico de drogas na madrugada desta sexta-feira (13), em Presidente Venceslau (SP). Ele foi flagrado pela Polícia Militar Rodoviária com quase 390 quilos de entorpecentes, entre maconha, cocaína e skank.

Segundo a corporação, durante a Operação Paz e Proteção a equipe abordou uma carreta baú, com placas de Presidente Olegário (MG), no km 616,5 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), por volta das 2h.

Durante a vistoria no veículo, os policiais localizaram:

  • 308 tabletes de maconha, que pesaram 343,8 quilos
  • 10 tabletes de cocaína, que pesaram 10,8 quilos
  • 56 tabletes de skunk, que pesaram 33,7 quilos
Foram apreendidos 374 tabletes de maconha, cocaína e crack, que totalizaram 388,3 quilos. — Foto: Polícia Rodoviária
Foram apreendidos 374 tabletes de maconha, cocaína e crack, que totalizaram 388,3 quilos. — Foto: Polícia Rodoviária

Foram apreendidos 374 tabletes de drogas que totalizaram 388,3 quilos.

O motorista da carreta, de 36 anos, foi preso em flagrante. A ocorrência foi apresentada na Delegacia de Polícia Federal de Presidente Prudente (SP).

A ação foi realizada em conjunto entre a Polícia Rodoviária e a Delegacia de Repressão a Entorpecente da Polícia Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Foram apreendidos 374 tabletes de maconha, cocaína e crack, que totalizaram 388,3 quilos — Foto: Polícia Rodoviária
Foram apreendidos 374 tabletes de maconha, cocaína e crack, que totalizaram 388,3 quilos — Foto: Polícia Rodoviária.
Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Polícia procura suspeito de provocar acidente que matou dois

Delegado explicou que busca por câmeras de segurança.

Homem é multado em R$ 42 mil por galos usados para rinha

Polícia encontrou 14 animais mutilados e presos em local sujo e apertado.

Júri de acusado de matar e enterrar corpos de mulher e enteada é adiado

Nova data e horário não foram informados pelo tribunal.