Vereador Alexandre Cachorrão afirma: “A Rodoviária de Assis está um caos” (Foto: Assessoria)

A Rodoviária de Assis está um caos. Foi com estas palavras que o vereador recém-empossado Alexandre Cachorrão – PSD descreveu a situação do Terminal Rodoviário Municipal de Assis.

Dando inicio aos trabalhos, Alexandre fez uma visita técnica ao Terminal Rodoviário onde pode constatar inúmeros e sérios problemas. Além de ser o cartão de visitas da cidade o local é muito utilizado por toa população principalmente nesta época de festas e férias.

A questão que mais preocupa a população é a falta de segurança, principalmente à noite. A grande quantidade de mendigos, pedintes e usuários de drogas deixa qualquer cidadão de bem com medo. Eles abordam as pessoas a luz do dia, completamente drogados e na maioria das vezes fazem ameaças.

O vereador estará preparando um “Plano de Ação” elencando os principais problemas e apresentar ao Prefeito. Segundo Alexandre outras questões são importantes como, espaço em degradação social com usuários de drogas, limpeza geral e sanitários, iluminação, revitalização, melhorias dos bancos de espera, exploração de publicidade, guarda-volumes e pontos comerciais, exploração de pontos das empresas de transportes e alugueis de armários, cães abandonados, além da qualidade dos serviços que são apresentados à população pelas empresas de ônibus.

Solicitarei com urgência a instalação das seis catracas no local de embarque que já foram compradas a tempo e estão no depósito, conclui.

Catracas compradas a tempo estão guardadas em depósitos (Foto: Assessoria)
Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

CPI vai investigar supostas irregularidades na FEMA

Procedimento foi aberto na sessão desta segunda-feira.

Câmara abre CPI dos combustíveis para investigar servidores

Vereadores aprovaram a CPI após denúncia de supostos desvios de verba parta abastecer veículos da administração municipal.