Ex-prefeito de Florínea é condenado a 3 anos e 9 meses de prisão

Severino da Paz teria deixado de cotar preço de merenda em 2004.

Severino da Paz, ex-prefeito de Florínea (Foto: Reprodução)

O ex-prefeito de Florínea, Severino da Paz, foi condenado pela Justiça Federal a três anos e nove meses de detenção em regime semiaberto. Em 2004, o ex-prefeito teria deixado de fazer cotação de preço para a compra de merenda escolar no valor de R$ 13 mil, verba de recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar. A investigação foi feita pela Polícia Federal.

Além do ex-prefeito também foi condenada na mesma ação a ex-diretora do Departamento de Administração de Florínea, Maria Aparecida Cardoso. Ela era responsável pelo setor de licitações da prefeitura e foi condenada a três anos e três meses de detenção, também em regime semiaberto. Ainda cabe recurso no Tribunal Regional Federal, em São Paulo.
Até o final da tarde desta quinta-feira (7), os dois não tinham sido encontrados para falar sobre a condenação.

#MAIS LIDAS DA SEMANA