Ricardo Pinheiro avalia os 100 primeiros dias de governo

Contratação de médicos e atividade delegada de policiais foram abordadas.

O prefeito eleito de Assis, Ricardo Pinheiro Santana (PSDB) foi entrevistado nesta quarta-feira (16) pelos apresentadores do Tem Notícias, Giuliano Tamura, Nilessa Tait e Gabriela Cardoso, para avaliar os 100 primeiros dias de governo. Entre vários temas discutidos, ele falou sobre a contratação de médicos e a entrega do prédio do Ambulatório Médicos de Especialidades (AME), a assinatura do contrato da atividade delegada de policiais, esporte e meio ambiente.

Pinheiro e a vice-prefeita, dra. Leonilda, obtiveram 14.354 votos nas eleições municipais do ano passado. Confira a seguir a entrevista realizada nos estúdios da TV TEM, em Marília.

Ricardo Pinheiro avaliou os primeiros 100 dias de governo (Foto: Reprodução TV TEM)

Tem Notícias: Que nota o senhor dá para os primeiros 100 dias do seu governo?
Ricardo Pinheiro: “Possa afirmar que temos trabalhado diariamente e muito para que os serviços públicos municipais sejam serviços de qualidade entregues à população. E avanços já tivemos. Contratamos seis médicos pediatras, que já no dia 7 de fevereiro já começaram a atender na rede municipal de saúde. Entregamos o prédio do AME para o estado e o AME já está funcionando no município de Assis. Governador Geraldo Alckmin virá nos próximos dias fazer a inauguração oficial do AME. Entregaremos até o final do ano quatro Unidades Básicas de Saúde, reformadas e com condições para atender à população e mais duas construções. A questão financeira que era problema no início da gestão já estamos adequando. Os salários dos servidores municipais que nós pegamos em dezembro em atraso, pagamos até 18 de janeiro e, desde então, todos os servidores municipais vêm recebendo rigorosamente em dia os seus salários. Os fornecedores da prefeitura nessa atual administração estão recebendo em dia os seus pagamentos. Espero que a população faça o seu julgamento e dê a nota para a administração”.

Tem Notícias: Em janeiro, o senhor comentou sobre a abertura de um processo seletivo para contratar mais médicos. Essas vagas foram preenchidas?
Ricardo Pinheiro: “Foram preenchidas. Inclusive, citei com relação a seis médicos pediatras. Foi uma contratação emergencial e fizemos uma seleção pública para isso. Agora, o concurso já está em andamento e, nos próximos dias teremos o concurso para a efetivação desses médicos contratados”.

Tem Notícias: Apesar dessas contratações, moradores da Vila Nova Assis e do Jardim Eldorado têm reclamado da falta de médicos nos postos de saúde. Isso vem se repetindo há quatro semanas, segundo os moradores.
Ricardo Pinheiro: “Na verdade é uma única unidade do Programa Saúde da Família. Realmente temos um problema com um médico que está doente e está em licença médica. Mas esse concurso que iremos fazer irá suprir essa falta, que nós entendemos que prejudica o atendimento da população. Mas iremos solucionar esse problema em breve”.

Tem Notícias: Outro problema enfrentada na Saúde em Assis são as ambulâncias que seriam utilizadas pelo SAMU, que estão paradas há 3 anos. Quando que a população terá esse serviço na cidade?
Ricardo Pinheiro: “Esse é um problema regional. As ambulâncias do SAMU vieram para o município de Assis para atender 13 municípios, que inicialmente iriam custear o SAMU na região. Hoje ficaram apenas dois municípios, Assis e Paraguaçu Paulista. E esses dois municípios apenas não têm condições de manter esse serviço que é de extrema importância para a população. Nós estamos resolvendo essa questão e, em breve, a população terá uma resposta com relação a esse atendimento”.

Tem Notícias: Prefeito, sobre infraestrutura. Assis sofreu muito na temporada de chuvas com inundações. Faltam galerias pluviais na cidade. Como o senhor pretende resolver essa situação. Tem algum plano?
Ricardo Pinheiro: “É planejamento. No nosso programa de ações e metas para os 120 primeiros dias iremos apresentar à população assisense todo um projeto que a cidade precisa de infraestrutura. Não adianta a gente ir saindo fazendo galerias sem ter realmente conhecimento de onde o problema existe e o que temos que fazer para solucionar. Até o final de abril teremos esse projeto em mãos e iremos atrás de recursos no governo estadual e no governo federal para executar esse serviço e acabar com esse problema na cidade de Assis”.

Tem Notícias: Em relação ao contrato com a Sabesp, ele findou-se em 2010 e desde então há um serviço de emergência na cidade, mas um novo contrato ainda não foi assinado. Que o senhor pretende fazer ainda neste ano para que esse contrato saia do papel, se é esse o interesse da prefeitura?
Ricardo Pinheiro: “Estamos já fazendo contato com a Sabesp e iremos reunir a Câmara Municipal, fazer audiências públicas, discutir os prós e os contras, de manter ou não o contrato com a Sabesp, ou de uma eventual municipalização dos serviços de água e esgoto e saneamento do município. Já está em andamento isso ouvir a população. E até o final do ano espero que esse problema esteja resolvido”.

Tem Notícias: Assis assinou a proposta da atividade delegada com o governo estadual e esses policiais de folga já estão trabalhando?
Ricardo Pinheiro: “Nós assinamos esse contrato de convênio com a atividade delegada com o governo do estado de São Paulo. E será um ganho muito grande para o município, para a segurança dos cidadãos assisenses. Já montamos a comissão da Polícia Militar e do município de Assis, e estamos nos reunindo nos próximos dias para traçar o plano de ação para os policiais começaram a trabalhar. Acredito que em maio já teremos a atividade delegada funcionando efetivamente na nossa cidade”.

Tem Notícias: Ainda falando em segurança, no Parque Buracão, onde as pessoas costumam fazer caminhadas, o local sofre muito com o abandono e a falta de segurança. As quadras à noite não podem ser utilizadas porque a fiação foi furtada mais de uma vez. O que senhor pretende fazer para revitalizar essa área?
Ricardo Pinheiro: “Sei desse problema. É um parque bonito que já estamos fazendo manutenção. E a questão da segurança é algo que precisa ser feito. Acredito que com a atividade delegada teremos condições de colocar um policiamento ostensivo no local para coibir a prática de furtos e até de usuários de drogas, que por enquanto, acabam utilizando aquele local”.

Tem Notícias: Quando falamos em meio ambiente, os moradores reclamam da falta de ecopontos. O que fazer para melhorar essa situação?
Ricardo Pinheiro: “Temos três ecopontos na cidade de Assis que foram concebidos na gestão anterior. Precisamos agora fazer os ajustes necessários para que os ecopontos sejam utilizados da maneira correta. Já estamos fazendo isso. E é necessário também à conscientização da população para utilizar os ecopontos. Não é para jogar animal morto, nem sofá. Mas isso é um trabalho amplo que através da secretaria de Meio Ambiente estamos fazendo”.

Tem Notícias: O ginásio Jairão representa um gasto para a prefeitura, mas não tem sido utilizado.
Ricardo Pinheiro: “A questão esportiva, nós pegamos as praças esportivas do município interditadas. O Jairão não é diferente. Estamos nos organizando, inclusive, financeiramente, para fazer as adequações necessárias ao Jairão para que a população possa utilizar aquele espaço e que venha a ser um palco de grandes eventos esportivos da cidade”.

Tem Notícias: Existe alguma proposta para melhorar o centro comunitário no Parque das Colinas?
Ricardo Pinheiro: “Lamentavelmente o centro comunitário está todo depredado. Já pegamos essa situação assim. Estamos agora nos reunindo com a associação do bairro Colinas para que possamos tomar providências e aquilo seja utilizado em benefício da população”.

#MAIS LIDAS DA SEMANA