Vereador Alexandre quer a individualização dos hidrômetros do CDHU

Alexandre, enviou oficio ao Executivo solicitando sua interferência e empenho para o inicio da individualização dos hidrômetros dos apartamentos.

Alexandre, enviou oficio ao Executivo solicitando sua interferência e empenho para o inicio da individualização dos hidrômetros dos apartamentos.

Nesta segunda feira, o vereador Alexandre Cachorrão – PSD, enviou oficio ao Poder Executivo solicitando sua interferência e empenho para o inicio da individualização dos hidrômetros dos apartamentos do CDHU de Assis.

Após anos e anos de cobrança da Câmara e da comunidade, no final do ano passado o CDHU deu inicio ao processo de individualização dos cavaletes de agua dos apartamentos e já instalou o encanamento em todos os blocos.

Ocorre que desde a sua construção é apenas um cavalete para o bloco todo, o que gera muitos problemas, pois se um apartamento não paga a conta, a SABESP corta a agua do bloco inteiro, prejudicando quem paga a conta em dia.

Segundo documento enviado ao vereador pela prefeitura, o CDHU e a Secretaria Estadual de Habitação, já efetuaram a licitação para a compra dos hidrômetros, porém, estão demorando muito para executar o serviço e os moradores estão revoltados com esta demora. Consta também neste documento, que a prefeitura não recebe atenção do governo estadual e todas as tentativas de contato são infrutíferas e sem resposta.

Na tribuna, o vereador relatou a sua indignação com a atual situação

Na tribuna, Alexandre relatou a sua indignação com a falta de interesse e comprometimento do Governo Estadual com o município de Assis.

O vereador já enviou oficio ao CDHU cobrando agilidade e esta enviando outro ofício ao prefeito para que utilize sua influencia na base do governo estadual e coloque um fim neste descaso com a população.

Segundo Alexandre, são mais de 500 apartamentos que sofrem com este problema e isso precisa ser resolvido o mais breve possível, pois a população já sofreu demais. Vou acionar também os deputados do PSD para fazer uma intervenção junto ao governado e a Secretaria de Habitação e ajudar resolver este problema, conclui.

#MAIS LIDAS DA SEMANA