Vereadores aprovam quatro projetos, incluindo auxílio financeiro a Entidades

Seis projetos foram apresentados, quatro aprovados, um rejeitado e outro adiado.

Mesa Diretora 2014

Os vereadores da Câmara Municipal de Assis reunidos nesta segunda-feira dia 14 de abril, em sessão presidida por Paulo Mattioli Junior do PSC, depois de discutirem as dezenas de documentos apresentados na Pauta das Proposituras e realizarem a entrega de Moção de Congratulações e Aplausos ao Grupo  “Tropa do Sorriso” que realiza animações em hospitais, iniciaram a Ordem do Dia com seis projetos.

No início, foram aprovados dois deles, a Redação Final ao projeto do Pastor Edinho, PSC, sobre a obrigatoriedade de atendimento em domicílio dos “acamados” em Campanha da Gripe e a denominação de Rua Oliveiros Soares Batista (Lêla), á rua “D” do loteamento Jardim Santa Clara, de autoria do vereador Gordinho da Farmácia do SD.

Em seguida foi adiado por três sessões o projeto do executivo que “Dispõe sobre a alteração do Perímetro Urbano de Assis”, pois os vereadores solicitaram a presença de secretários municipais para discussão do mesmo. O projeto do vereador José Luiz Garcia, do PT, “sobre a obrigatoriedade de encaminhamento de cópia integral dos contratos emergenciais firmados pelo município”, foi rejeitado e arquivado, depois de discutido e aprovado parecer contrário, alegando inconstitucionalidade.

Para encerrar a Ordem do Dia, foram aprovados os outros dois projetos, o primeiro liberando cerca de 500 mil reais como “concessão de auxílio financeiro ás Entidades Socioassistenciais sem fins lucrativos de Assis” e o segundo liberando cerca de 80 mil reais anuais em convênio com a ACIA para funcionamento do Posto do SEBRAE.

Ao final a Mesa Diretora da Câmara programou duas participações na “Tribuna Livre”, recebendo o cidadão Vitalino Nardi que solicitou apoio dos vereadores para busca de informações e apoio a pesquisa sobre doença degenerativa conhecida por “MPS” acometida por um jovem assisense e a Professora Doutora Diléia Zanoto Manfio, representando o Conselho Municipal da Saúde esclarecendo assunto referente a prestação de contas do ano passado.

Também durante a sessão os vereadores receberam um grupo de estudantes da UNESP, que em silêncio e portando cartazes, “criticavam um estabelecimento comercial da cidade por desrespeito ao cidadão, preconceito e venda de produtos vencidos”, fato destacado pelo vereador Reinaldo Nunes, Português do PT na tribuna, exaltando uma Moção de Repúdio de sua autoria.

#MAIS LIDAS DA SEMANA