Direção estadual destitui comissão do Solidariedade em Assis

Além desse, outros partidos devem enfrentar dificuldades por culpa da grande debandada de filiados, casos do PSD e do PSC.

Desde o dia 10 deste mês (março) o Partido Solidariedade não possui mais representatividade na cidade de Assis, pois sua comissão provisória instalada desde 2013 e presidida pelo vereador Claudecir Rodrigues Martins, o Gordinho da Farmácia e que tinha como vice o também vereador Eduardo de Camargo Neto, o Camarguinho  foi destituída pela direção estadual da legenda.

Com isso, segundo a Justiça Eleitoral, o partido corre o risco de não poder disputar as eleições de outubro deste ano, já que o prazo final para filiações e mesmo registro de partidos, se encerra no dia dois de abril.

Já os vereadores Gordinho da Farmácia e Camarguinho  estão garantidos na disputa, pois diante da destituição da legenda na cidade, ambos se filiaram logo em seguida ao PRB.

Porém, segundo o que pode ser conferido no site da Justiça Eleitoral não é apenas o Solidaridade que pode ficar de fora do pleito deste ano em Assis. Partidos como o PTC e PSB também tem que correr e regularizar a sua situação, caso desejem lançar candidatos.

Os partidos mais novos, caso do Partido da Mulher Brasileira (PMB) e Rede, também devem se ausentar do pleito de outubro, pois oficialmente ainda não existem em Assis.

Outros partidos devem enfrentar dificuldades por culpa da grande debandada de filiados, casos do PSD e do PSC.

#MAIS LIDAS DA SEMANA