Fique conectado

Polí­tica

Bolsonaro oferece vaga de vice na chapa ao PR

Publicado em

73

Pré-candidato à Presidência pelo PSL, o deputado federal Jair Bolsonaro (RJ) ofereceu ao PR a vaga de candidato a vice-presidente em sua chapa. O presidenciável busca aliança com o partido para aumentar seu tempo na propaganda eleitoral no rádio e na TV. O PR pode agregar cerca de 45 segundos ao tempo de Bolsonaro. Sozinho pelo PSL, ele teria menos de 10 segundos. A oferta para dividir a chapa foi feita ao senador Magno Malta (PR-ES).

“Tenho conversado com o Magno não é de hoje. Acho um excelente parlamentar. E logicamente, se prosperar nossa ideia de disputar a convenção agora para presidente da República, o Magno Malta, se quiser somar conosco, da minha parte está fechado”, afirmou Bolsonaro ao Estadão/Broadcast. “Já conversei com ele, mas não aprofundamos detalhes”, disse ele. Procurado ontem, Malta não foi encontrado.

O senador é o principal interlocutor de Bolsonaro no PR. O presidenciável, contudo, também tem boa relação com o ex-deputado Valdemar Costa Neto (SP), que, na prática, é quem comanda o partido. Os dois assumiram o primeiro mandato na Câmara na mesma época, em 1991, e foram colegas até 2005, quando Costa Neto renunciou ao mandato em razão do envolvimento no escândalo do mensalão, no qual foi condenado anos depois por corrupção e lavagem de dinheiro.

“Se não for o Magno, a ideia é que seja alguém do PR do Nordeste”, disse o deputado Delegado Fernando Francischini (PSL-PR), um dos coordenadores da pré-campanha de Bolsonaro. Segundo ele, o PR tem muitos filiados na região com perfil parecido com o que Bolsonaro procura. O parlamentar, porém, não quis citar nomes.

Em troca do tempo de TV, Bolsonaro acena ao PR com coligações nas eleições proporcionais de deputados nos Estados. Para o PSL, a popularidade do presidenciável pode ajudar o PR a eleger o maior número de deputados federais, aumentando sua influência política e sua participação no Fundo Partidário – cuja maior parte é dividida proporcionalmente ao tamanho das bancadas na Câmara.

Sem unanimidade

O apoio a Bolsonaro, porém, divide o PR. Os principais entusiastas são os parlamentares que integram a chamada “bancada da bala”. “Ele pode ajudar a gente a aumentar o número de deputados eleitos”, disse o deputado Jorginho Mello (PR-SC).

A resistência a Bolsonaro vem principalmente de integrantes do partido no Nordeste. “Se eu estiver com Bolsonaro na Bahia, estou morto”, disse o líder do PR na Câmara, José Rocha (BA). Ele afirmou que a “tendência” hoje é apoiar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ou o governador Geraldo Alckmin (PSDB). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Publicidade

Brasil

Propaganda eleitoral do 2º turno no rádio e na TV começa dia 12

Candidatos à Presidência e ao governo estadual terão 5 minutos cada um. Programa eleitoral será transmitido de segunda a sábado em dois horários.

Publicado em

Do G1

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV recomeça nesta sexta-feira (12) e vai até dia 26 de outubro, antevéspera da votação do 2º turno – que é domingo, dia 28. Os programas serão transmitidos de segunda-feira a sábado, em dois horários por dia.

Além da disputa para presidente entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), haverá também 2º turno para o governo em 13 estados e no Distrito Federal.

  • Os candidatos a presidente terão 5 minutos cada um para divulgar suas propostas
  • No rádio: das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10. Na TV: das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40
  • Os candidatos ao governo também terão 5 minutos cada um
  • No rádio: das 7h10 às 7h20 e das 12h10 às 12h20. Na TV: das 13h10 às 13h20, e das 20h40 às 20h50
  • Nos estados onde há apenas 2º turno para presidente, a propaganda eleitoral dura 10 minutos. Naqueles em que há 2º turno também para governador, 20 minutos
  • A ordem de veiculação da propaganda de cada partido ou coligação noprimeiro dia do horário eleitoral gratuito será definida por sorteioda Justiça Eleitoral
  • Nos próximos dias, será a primeira propaganda aquela que foi veiculada por último na véspera. As demais seguem a ordem do sorteio

A lei proíbe a veiculação de propaganda que possa “degradar ou ridicularizar candidatos”, com punição de “perda do direito à veiculação de propaganda no horário eleitoral gratuito do dia seguinte” para partido ou coligação que cometer esse tipo de infração.

Segundo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no período de 12 a 26 de outubro, as emissoras de rádio e de televisão e os canais de televisão por assinatura também reservarão, para cada cargo em disputa, 25 minutos, de segunda a domingo, nos quais serão veiculadas inserções de 30 e 60 segundos.

Horário de verão

Por causa das eleições, o início do horário de verão, que seria em outubro, foi adiado para novembro. O presidente Michel Temer assinou um decreto em 2017 no qual determinava a mudança atendendo a um pedido do então ministro do TSE, Gilmar Mendes.

Inicialmente, o decreto previa a mudança de horário para 4 de novembro. Porém, por solicitação do Ministério da Educação (MEC), o início do horário de verão foi adiado novamente.

Agora, os relógios deverão ser adiantados em uma hora no dia 18 de novembro. O MEC solicitou a mudança por causa das provas do Enem, que ocorrem em 4 e 11 de novembro

Continue lendo

Eleições 2018

Veja como foi a votação para presidente em Assis

O candidato pelo PSL teve 61,41% dos votos nas seções no município assisense.

Publicado em

Do AssisNews

O candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) ganharia a eleição no primeiro turno para os eleitores de Assis (SP). Ele obteve 61,47% dos votos, seguido de Fernando Haddad (PT) com 13,00%.

Confira como foi a votação:

CANDIDATOS

Veja Também

AssisNews nas eleições 2018: Confira como foi a votação

Continue lendo

Eleições 2018

AssisNews nas eleições 2018: Confira como foi a votação

Confira.

Publicado em

Do AssisNews
Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas