Fique conectado

Brasil

Lula pede à Justiça para ir ao enterro do neto

Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, morreu nesta sexta-feira, dia 1º, em Santo André (SP), por meningite meningocócica.

Publicado em

231

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu à juíza Carolina Lebbos, responsável pela execução de sua pena, para ir ao enterro do neto. Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, filho de Sandro Luis Lula da Silva, um dos três filhos do ex-presidente com a ex-primeira-dama Marisa Letícia, morreu nesta sexta-feira, dia 1º, em Santo André (SP), por meningite meningocócica. Arthur deverá ser sepultado no sábado, 2.

Lula está preso desde 7 de abril do ano passado na Polícia Federal, em Curitiba, pela Operação Lava Jato. O ex-presidente foi condenado no caso triplex por corrupção e lavagem de dinheiro a uma pena de 12 anos e um mês de reclusão.

“O artigo 120, inciso I, da Lei de Execução Penal (Lei nº 7 210/84) expressamente assegura o direito do cidadão em situação de encarceramento sair temporariamente do estabelecimento em que se encontra na hipótese de falecimento de descendente”, afirmou a defesa do ex-presidente no pedido à juíza Carolina.

No pedido, os defensores afirmaram que poderão acordar com a Polícia Federal ou com quem a juíza venha a determinar “providências específicas que eventualmente sejam necessárias para assegurar sua presença no velório e funeral de seu neto”.

“Compromete-se, desde logo, por exemplo, a não divulgar qualquer informação relativa ao trajeto que será realizado”, anotou a defesa.

Na manifestação, os advogados de Lula relataram ainda à magistrada que em 30 de janeiro, o presidente Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), “reconheceu o direito” do ex-presidente de comparecer ao funeral do irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá. Segundo a defesa de Lula, “a mesma conclusão deve ser aplicada em relação ao pedido em questão, que envolve o falecimento de um neto” do ex-presidente.

Em janeiro, juíza Carolina Lebbos negou o pedido de Lula para ir ao sepultamento. A defesa de Lula teve de recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir o direito, mas a decisão só saiu momentos antes do sepultamento do corpo de Genival e o ex-presidente não deixou a superintendência da PF. O ministro Dias Toffoli permitiu apenas que Lula se encontrasse com familiares em uma unidade militar.

Brasil

Fábrica da Ambev em MG é fechada por falta de higiene

Cervejaria afirmou que está realizando reformas para conter irregularidades.

Publicado em

De O Tempo
Cervejaria. Fiscais recolheram amostras de bebidas; análises devem ficar prontas na próxima semana (Foto: Denilton Dias/O Tempo)

Depois de constatarem mofo nas paredes, pisos e vidros quebrados, telhado com sujeira e a presença de pássaros no interior da fábrica da Ambev em Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) suspendeu, por tempo indeterminado, as atividades da unidade da maior cervejaria do país. Segundo a pasta, foi aberto processo administrativo contra a empresa, o que poderá resultar em multa de até R$ 117 mil.

Os fiscais do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Sipov/MG) do Mapa embargou, na última quarta-feira, as atividades da unidade que fabricava cervejas e chope das marcas Skol, Caracu, Antarctica Sub Zero, Original, Brahma e Serrana. Amostras de bebidas foram recolhidas pelo Mapa e encaminhadas a um laboratório de Jundiaí (SP). As análises, que devem ficar prontas na próxima semana, serão para verificação de problemas sanitários.

Segundo o chefe substituto do Sipov, Adenir Monteiro, a empresa, que estava funcionando sem o registro do ministério, esgotou todas as possibilidades de solução dos problemas, e os prazos para adequação não foram cumpridos. Na última sexta-feira (15), foi realizada uma reunião com representantes da empresa, mas o plano de correção das irregularidades encontradas foi insatisfatório.

Por meio de nota, a cervejaria Ambev afirmou que, “em razão de questões administrativas com o Mapa, as operações da cervejaria de Juatuba-MG estão temporariamente suspensas para a realização de pequenas reformas de estrutura, que já estão em andamento”. Ainda segundo a empresa, a suspensão não tem relação com a qualidade das bebidas produzidas na cervejaria da cidade. A Ambev também disse que não há risco de desabastecimento do mercado local.

A interdição no prédio da década de 1970 pegou muita gente de surpresa. Um motorista de caminhão autônomo, que não quis ter a identifidade revelada, postou em uma rede social nesta sexta-feira que estaria há cinco dias parado na Ambev de Juatuba para descarregar cevada. “Só que agora a fiscalização fechou a fábrica por tempo indeterminado. Bacana, né?”, publicou.

Empresa

A Cervejaria Ambev faz parte da multinacional belga Anheuser-Busch Inbev, conhecida como AB Inbev.

No Brasil são produzidas mais de duzentas marcas de bebidas, como as cervejas como Brahma, Skol, Budweiser, Stella Artois e Quilmes. A empresa também é responsável pela produção dos refrigerantes Guaraná Antártica, Sukita, Pepsi e outros, além de chás, águas, isotônicos e sucos.

Operações

Empregos. As cervejarias e maltarias da Ambev no Brasil, onde são produzidas mais de 200 rótulos, geram 30 mil empregos. A companhia está presente em outros 15 países nas Américas.

Continue lendo

Brasil

Michel Temer é preso pela Lava Jato; força-tarefa faz buscas por Moreira Franco

Mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

Publicado em

Do G1
Michel Temer (Foto: Reprodução/Divulgação)

A Força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta quinta-feira (21), Michel Temer, ex-presidente da República. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Desde quarta-feira (20), a Polícia Federal (PF) tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou.

Michel Temer e Moreira Franco em foto de outubro do ano passado — Foto: Isac Nóbrega/Arquivo Presidência da República

Continue lendo

Brasil

Homem morre eletrocutado ao tentar furtar fiação elétrica de imóvel abandonado, diz PM

Situação aconteceu, em Curitiba (PR), na manhã desta quarta-feira (20).

Publicado em

Do G1
Empresa de televisão funcionava no imóvel onde houve o acidente, em Curitiba (Foto: Amanda Menezes/RPC)

Um homem morreu eletrocutado, na manhã desta quarta-feira (20), ao tentar furtar fiação elétrica de um imóvel abandonado em Curitiba, de acordo com a Polícia Militar (PM).

A situação aconteceu por volta das 7h. Policiais militares e o Corpo de Bombeiros foram até o local após serem acionados por moradores das proximidades que ouviram uma explosão. No local, funcionava antigamente uma empresa de televisão.

Ao chegarem ao local, no Pilarzinho, os policiais e os bombeiros encontraram o homem sem vida. Conforme a PM, ele entrou uma sala onde havia uma placa “cuidado alta tensão” para cortar alguns cabos.

Até o início desta manhã, o homem não tinha sido identificado. Por volta das 8h, cerca de 30 moradores do bairro estavam sem luz por causa do ocorrido.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas