Funcionários de hospital de Maracaí protestam por falta de pagamento

Eles não teriam recebido as parcelas do 13º salário.
Situação é mesma na creche e no asilo municipal.

Em Maracaí, funcionários do hospital, fizeram um protesto nesta quarta-feira (19). Eles estão sem receber o 13º salário. A mesma situação é enfrentada pelos trabalhadores da creche e do asilo da cidade. Segundo a administração das entidades, a Prefeitura não teria repassado a verba mensal.

Os 70 funcionários do hospital usaram faixas e colocaram nariz de palhaço para protestar. A primeira parcela do 13ª não foi paga até agora e a segunda não deverá ser paga de acordo com o provedor do hospital. As enfermeiras, auxiliares técnicas, vigias e motoristas de ambulância interromperam o serviço por cerca de três horas. “Todos nós temos filhos, compromissos e chega no final do ano ficamos sabendo que não vai ter décimo terceiro”, reclama Marisa Maria da Silva, diretora técnica do hospital.

Funcionários protestaram contra não pagamento do 13º salário (Foto: reprodução/TV Tem)

A situação é a mesma no asilo do município, onde os funcionários com medo, não quiseram gravar entrevista. Na creche municipal, as 25 funcionárias receberam a primeira parcela do 13ª em outubro, mas até agora nada da segunda e nem das férias que elas já deveriam ter recebido. “Nós todas temos contas a pagar e além disso, as férias coletivas que deveríamos receber agora sexta-feira e só vamos receber em janeiro ou fevereiro, conforme nos avisaram”, afirma a assistente social Cláudia Moreira.

No único posto de saúde da cidade, as sete funcionárias não têm muito o que fazer porque o médico que atende no local deixou de prestar o serviço já que não recebe desde outubro. As funcionárias estão aguardando o pagamento da segunda parcela do 13º.

O provedor do hospital, que também é presidente da creche e do asilo, disse  que o pagamento da creche deve ser normalizado ate o fim do ano, já em relação ao hospital as expectativas não são boas, porque não há  dinheiro para o pagamento, segundo Valter Reinaldo, provedor do hospital.

“As entidades sobrevivem com repasse de verba municipal e a Prefeitura não cumprindo com os compromissos, nós não temos para quem recorrer. Nós já fizemos de tudo, fomos atrás até de órgãos estaduais para ver se conseguíamos esse dinheiro, mas, não foi possível”, explica.

Por meio de uma nota, a Prefeitura informou que falta ainda repassar a Associação Hospitalar de Maracaí cerca de R$ 85 mil, mas primeiro deve fazer até o fim desta semana, o pagamento da segunda parcela do 13º dos servidores públicos e só na semana que vem deve fazer o repasse desse valor à associação.

#MAIS LIDAS DA SEMANA