Sino de igreja gera polêmica com população de Palmital

População fez abaixo-assinado pedindo que as badaladas voltem a tocar.
Barulho provocou reclamação das pessoas que moram próximas ao local.

Há dois anos o som do sino da igreja Matriz de Palmital, não é ouvido. Agora, com a troca do padre, a população fez um abaixo-assinado com mais de 300 nomes e as badaladas devem voltar. Mas para não incomodar os vizinhos, algumas alterações foram feitas.

“O povo gostava do som do sino. Então, para fazer a vontade do povo, o desejo, inclusive foi feito um abaixo-assinado que pedia a continuação do sino. A partir de segunda-feira, uma empresa vai instalar o sino para fazer o desejo da população”, informou o padre Antonio Bastos.

O badalar dos sinos da igreja matriz na cidade é uma tradição de mais de 60 anos. Ele deixou de ser tocado por causa de um problema no relógio e também por causa de reclamação das pessoas que moram próximas a igreja. Elas disseram que se sentiam incomodadas com o badalar em meia e meia hora, mas esperam que com o novo horário o problema seja menor.

A igreja fez algumas alterações no novo sistema, que será com alto falantes e com horas programadas. O sino só tocará das 8h às 22h para evitar novas reclamações. “A gente sabe que realmente tem algumas pessoas que são contra o barulho do sino. Então, as cornetas vão ficar contra o prédio que fica ao lado e no alto. Pode ficar tranquilo que não vai mais atrapalhar as pessoas”, avisou o padre.

Sino causou polêmica com os moradores ao redor da igreja (Foto: Reprodução TV Tem)
Igreja Matriz da cidade está sem ouvir o sino há dois anos (Foto: Reprodução TV Tem)

#MAIS LIDAS DA SEMANA