Mesmo com interdição, Rancharia espera mais de 100 pescadores em torneio

Com o objetivo de reduzir a população de piranhas na represa, o festival marcado para o dia 27 de outubro já está com inscrições abertas

Prefeitura de Rancharia interditou o Balneário Municipal após os ataques de piranhas registrados contra banhistas no mês passado e só pretende liberar o local quando tiver um plano de segurança adotado (Foto: Reprodução / ifronteira.com.br)

A Prefeitura de Rancharia espera a participação de mais de 100 pescadores no 1º Torneio de Pesca Amadora que ocorrerá no Balneário Municipal no dia 27 de outubro, das 12h às 19h, mesmo com a interdição do local, após ataques de piranhas registrados contra banhistas no mês passado.

A expectativa da organização do evento é de que cerca de 20 equipes, com até três pescadores cada uma, se inscrevam para competir na modalidade que utiliza embarcações. Além disso, também são aguardados outros 50 pescadores na modalidade individual, com a pesca em barranco.

As inscrições já estão abertas e, de acordo com a diretora de Turismo de Rancharia, Sandra Franco, a procura tem sido grande dos interessados, principalmente das cidades de Presidente Prudente e Assis. Como forma de ampliar a divulgação, ela pretende comunicar todas as associações de pescadores da região sobre o festival, para que possam concorrer.

Ao todo, o torneio vai distribuir uma premiação de R$ 6 mil para os vencedores. Na modalidade com embarcação, serão R$ 2 mil para o primeiro lugar, R$ 1,2 mil para o segundo e R$ 800 para o terceiro. Já na modalidade de barranco, serão R$ 1 mil para o campeão, R$ 600 para o vice e R$ 400 para o terceiro colocado.

Sandra Franco explicou que a interdição do balneário para banhistas vai prosseguir até que a Prefeitura tenha clareza sobre as medidas de segurança que poderão ser adotadas no local para impedir novos ataques de piranhas. Entre as alternativas em estudo, segundo ela, estão as implantações de telas para separar os peixes dos banhistas e também de armadilhas para capturar as piranhas. No entanto, a Prefeitura ainda depende de autorização dos órgãos ambientais para poder agir.

“A interdição é para evitar prejuízos tanto às pessoas que frequentam o balneário, quanto à Prefeitura e ao próprio turismo no município. Não queremos que voltem a acontecer novos ataques. Colocamos avisos e faixas proibindo a entrada dos banhistas em toda a represa. Mesmo com o festival, não vamos permitir a entrada na água. Até os pescadores estarão proibidos de entrar na água. Só vamos liberar o banho depois que tivermos um estudo aprofundado sobre a situação do balneário”, ressaltou.

Porém, a expectativa é de que a liberação ocorra até dezembro, quando terão início o verão e, com o calor, a alta temporada de turistas no local.

A diretora de Turismo informou que a Prefeitura está prestes a assinar um convênio com uma universidade de Presidente Prudente para que equipes de pesquisadores estudem a situação da fauna aquática existente no balneário, já a partir do torneio de pesca.

O torneio, conforme Sandra Franco, tem dois objetivos específicos: diminuir a população de piranhas e avaliar as espécies existentes no lago.

Mas, além das piranhas, também foram incluídos no regulamento da competição os tucunarés. Isso porque, segundo a diretora de Turismo, as espécies concorrem pelo mesmo tipo de alimentação. A pontuação será definida pelo peso, ou seja, quem pescar mais, vai ganhar a premiação oferecida. Até o horário adotado para o torneio foi definido com o objetivo de facilitar a pesca destas espécies.

Serviço – As inscrições para o torneio de pesca em Rancharia podem ser feitas até uma hora antes do início do evento, no dia 27 de outubro. O pescador individual terá de pagar uma taxa de R$ 5 para a pesca em barranco. Já para a pesca embarcada, a taxa de inscrição é de R$ 25 por equipe de até três pessoas. Mais informações podem ser obtidas na Prefeitura de Rancharia, pelo telefone (18) 3265-7704 ou pelo site.

#MAIS LIDAS DA SEMANA