Corpo é encontrado dentro de rio em Santa Cruz do Rio Pardo

Polícia disse que ele tinha perfuração no abdômen e a cabeça ferida.
Homem era morador de rua e pode ter sido vítima de homicídio.

Corpo foi localizado na tarde do sábado por populares (Foto: Lucas Pereira/Repórter na Rua)

O corpo de um idoso de 72 anos foi encontrado boiando na tarde deste sábado (22), no rio Pardo, em Santa Cruz do Rio Pardo. Uma pessoa passava pelo local observou o corpo e acionou a polícia.

O homem, que era morador de rua, teria sido vítima de homicídio. Ele estava com uma perfuração no abdômen e com a cabeça esmagada. De acordo com os bombeiros, o estado do corpo indica que o crime teria acontecido há dois dias.

A Perícia Técnica foi acionada e deverá emitir um laudo sobre o caso. A Polícia Civil também deverá abrir inquérito.

Corpo foi localizado na tarde do sábado por populares (Foto: Lucas Pereira/Repórter na Rua)

O idoso estava com os documentos pessoais no bolso, sendo identificado como José Borges Serafim, 72 anos. Serafim era conhecido como “negão” e ultimamente estava morando sob a ponte, já que em Setembro do ano passado teve sua residência destruída por um incêndio na madrugada do dia 11. Após o trabalho da pericia, o local foi liberado e o Corpo do homem foi conduzido pela empresa Funerária Santa Cruz até o I.M.L de Ourinhos, onde após ser feito a necropsia, foi constatado que o homem morreu vitima de um traumatismo craniano (provocado por pedradas) e com 12 facadas pela corpo.

Os peritos ainda trabalham com a hipótese de que o homem tenha sido assassinado na quinta-feira (20), já que o corpo estava em decomposição. A Polícia Civil de Santa Cruz do Rio Pardo agora começa uma serie de investigações para chegar até o autor do crime.

Segundo informações passadas pela empresa funerária que atendeu a ocorrência, José Borges Serafim, 72 anos, foi enterrado no começo da noite deste sábado devido o estado avançado de decomposição do corpo.

Negão como era conhecido em Santa Cruz, trabalhou algum tempo com reciclagem, e após ter sua casa destruída pelo fogo, começou a morar na rua.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA