Inquérito vai investigar se houve falha na segurança após fuga em cadeia

Polícia procura por dois fugitivos da cadeia de Lutécia.
Roupas ficaram enroscadas no muro durante fuga.

Um inquérito vai ser aberto para investigar se houve falha na segurança da cadeia de Lutécia (SP) após fuga de dois presos na manhã deste sábado (28) durante o banho de sol. O delegado da corregedoria esteve no local para apurar as causas da fuga.

Delegado diz que suspeitos foram identificados
(Foto: Reprodução / TV TEM)

Segundo a polícia, os presos usaram pedaços de ferro para render dois agentes carcerários. Eles amarraram os funcionários da cadeia com uma corda e depois usaram uma teresa, feita com pedaços de pano para escalar a parede. “A fuga se deu pelo uso da teresa, conhecida pelos presos, feita pelas próprias roupas”, explica o delegado Dorivaldo Machado de Lima.

As roupas dos fugitivos ainda ficaram enroscadas no muro. Os dois homens ainda entortaram os arames do muro para poder fugir. Eles pularam dentro de um terreno, mas não tiveram contato com nenhum morador .

A Polícia identificou os suspeitos e policiais de cidades da região iniciaram as buscas aos fugitivos.  Iago carneiro, de 22 anos, estava na cadeia de Lutécia desde o dia 1º de fevereiro. Ele foi preso por tráfico de drogas, em Tupã. Sílvio de Oliveira, de 47 anos, foi preso por roubo, em Assis, no dia 21 deste mês. A prisão preventiva dele havia sido prorrogada até o dia 3 de março.

A cadeia de Lutécia abriga presos que aguardam julgamento ou que esperam por vagas em penitenciárias. Atualmente 15 detentos estão presos no local que está passando por reformas.

Roupas ficaram presas no muro (Foto: Reprodução / TV TEM)

#MAIS LIDAS DA SEMANA