Dois jovens morrem baleados em menos de 24 horas em Marília

Polícia investiga os casos e diz que não há relação entre os crimes.
População está preocupada com homicídios na cidade.

Jovem desapareceu de festa e foi encontrado baleado (Foto: Reprodução / TV TEM)
Jovem desapareceu de festa e foi encontrado
baleado (Foto: Reprodução / TV TEM)

O número de assassinatos tem assustado os moradores de Marília (SP). Só neste fim de semana foram dois homicídios em menos de 24 horas. No ano passado foram 13 homicídios, segundo a Secretaria de Segurança Pública.

Um jovem de 22 anos foi morto a tiros no sábado (12). Segundo a polícia, ele estava em um show sertanejo realizado em uma chácara e de repente desapareceu. A vítima foi encontrada morta pela polícia em uma rua perto do local da festa.

Ainda no sábado, um jovem de 23 anos foi encontrado na rua por amigos e pela família com três tiros no Parque das Vivendas. Ele ainda respirava e o socorro foi feito pela família mesmo, porém no caminho até o hospital o carro quebrou e até a ambulância chegar o jovem não resistiu aos ferimentos e morreu.

Os dois crimes foram no mesmo dia e na mesma região da cidade, mas a polícia não vê relação entre eles. “Apesar dos dois crimes terem sido na mesma região. Um nas proximidades de uma favela e outro em um conjunto de chácaras, são armas de calibre diferentes, não havia nenhuma relação entre as vítimas.  Obviamente não podemos descartar nenhuma possibilidade, mas até agora não temos motivos para acreditar que há relação um com o outro”, explica o delegado seccional de Marília Wilson Carlos Frazão.

Jovem de 23 anos foi socorrido pela família,mas não resistiu (Foto: Reprodução / TV TEM)
Jovem de 23 anos foi socorrido pela família,mas não resistiu (Foto: Reprodução / TV TEM)

Outros crimes
Há três semana, outras três pessoas morreram em um único fim de semana. No bairro Nova Marília, a vítima teria morrido depois de uma discussão com o sobrinho. O jovem teria atirado quatro vezes contra ele e depois fugido.

No Jardim Cavalari, o casal Whashington Neto e Marcela Bachega, de 34 anos, foi assassinado quando chegava em casa. Testemunhas contaram que um homem em uma moto fez os disparos de nove tiros. Para a polícia a suspeita é que Whashington teria se envolvido em uma briga com um presidiário beneficiado com a saída temporária e que ele teria matado o casal.

Sobre os casos de fevereiro, a polícia informou em nota que no crime do sobrinho que matou o tio, já tem um mandado de prisão contra ele, mas o jovem de 18 anos está foragido. Já no homicídio contra o casal, a polícia ainda trabalha na identificação de um suspeito. Ninguém foi preso.

Sobrinho disparou quatro vezes contra a vítima (Foto: Fábio Conti / TV SOL)
Sobrinho disparou quatro vezes contra a vítima (Foto: Fábio Conti / TV SOL)

#MAIS LIDAS DA SEMANA