Capivara é encontrada morta no Centro de Educação Ambiental de Paraguaçu Paulista

A caça do animal é proibida e é configurada como crime ambiental.

Uma capivara foi encontrada morta na manhã de segunda-feira (18) próximo à ponte do rio que fica entre o Centro de Educação Ambiental e o Grande Lago.

O bicho estava apenas com a carcaça, provavelmente tendo sido abatido para retirada da carne. A responsável pelo Centro de Educação Ambiental, Simone Martins, informou que não há pista de quem possa ter cometido o crime, já que abater animais silvestres é proibido por lei.

“Estamos apurando para tentar chegar ao autor do crime, pois de acordo com a Leil nº 5.197, de 03 de janeiro de 1967, é proibido a utilização, perseguição, destruição, caça ou apanha dos animais de quaisquer espécies, em qualquer fase do seu desenvolvimento e que vivem naturalmente fora do cativeiro, constituindo a fauna silvestre, bem como seus ninhos, abrigos e criadouros naturais”, informou Simone.

Mesmo com o número elevado de capivaras na zona rural, a caça do animal é proibida e é configurada como crime ambiental. Quem é pego em flagrante responde criminalmente e tem de pagar multa. Já a prisão ocorre quando os caçadores estiverem portando armas de forma ilegal.

#MAIS LIDAS DA SEMANA