Fique conectado

Região

Homem morre após ser picado por jararaca na zona rural de Sabino

Vítima chegou a ser socorrida, teve que ser transferida para a Santa Casa de Lins (SP) e, no caminho, não resistiu.

Publicado em

734

Homem foi picado por uma jararaca como a da foto; a espécie é classificada como peçonhenta — Foto: Arquivo TG

Um homem de 58 anos morreu na tarde desta segunda-feira (17) após ser picado por uma jararaca, espécie de cobra peçonhenta, na zona rural de Sabino (SP).

De acordo com informações do Centro de Saúde da cidade, Januário Rodrigues de Souza foi levado para a unidade, passou por atendimento e, em seguida, precisou ser transferido para a Santa Casa de Lins por conta da gravidade dos ferimentos.

Durante o caminho, ele não resistiu e acabou morrendo. O corpo de Januário está sendo velado em Lins e o enterro será realizado às 16h.

De acordo com o biólogo e professor de uma universidade de Bauru, Dorival Coral, existe um soro específico para a picada da jararaca. No entanto, o soro geral, conhecido como antiofídico, pode ser administrado caso a vítima não saiba a espécie do animal.

“Os dois possuem a mesma eficácia. Se tiver o específico, ótimo. Se não, o geral também irá combater o efeito do veneno com a mesma eficácia”, explica.

Segundo o biólogo, o tempo de espera até a administração do soro é de até quatro horas. O especialista reforça que isso é uma média e que depende da gravidade do ferimento.

“Tudo depende da quantidade de veneno que o animal injetou no organismo da pessoa. Se for muito grande, o atendimento precisa ser feito o mais rápido possível”, diz.

Polícia

Universitário diz à polícia que matou mãe a facadas para que ela não sofresse com a morte dele

Vítima de 53 anos foi atacada na cama e gritos de socorro chamaram a atenção de vizinhos. Rapaz foi localizado no telhado de uma casa, no bairro Jardim, em Itápolis (SP).

Publicado em

Do G1
Rapaz foi preso suspeito de matar a mãe em Itápolis — Foto: Reprodução/Facebook

O universitário de 20 anos suspeito de esfaquear a mãe na madrugada de domingo (14), no bairro Jardim, em Itápolis (SP), alegou em depoimento à polícia que tem depressão e confessou ter atacado Luzia Oraveis, de 53 anos, quando a vítima dormia.

De acordo com o boletim de ocorrência, Leonardo Oraveis contou que tinha a intenção de tirar a própria vida, mas que não queria deixar a mãe com o peso da morte dele e, por isso, decidiu matá-la primeiro para que ela não sofresse.

O rapaz entrou encapuzado e com várias facas nas mãos no cômodo onde Luzia descansava. O primeiro golpe na região do tórax acordou a vítima e desencadeou as tentativas de defesa e cortes pelo corpo.

Ainda segundo o registro, vizinhos acionaram os policiais que arrombaram a porta e encontraram Luzia caída no chão, com ferimentos de faca. Foram identificadas 31 marcas de perfuração. Ela chegou a ser socorrida, mas chegou sem vida no hospital.

O filho conseguiu fugir e foi preso horas depois no telhado de uma propriedade vizinha apenas de cueca. A equipe também achou as facas usadas no crime e debaixo da cama dele 287 pinos de cocaína guardados para traficantes de drogas na região.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jaboticabal (SP) e já foi liberado para enterro na manhã de segunda-feira, em Itápolis. Leonardo está detido na delegacia de Ibitinga (SP) e irá passar por audiência de custódia.

Leonardo foi preso após o crime em Itápolis — Foto: Reprodução/Facebook

Continue lendo

Região

Cobrança de pedágio em rodovia na região começou nesta segunda

Desde a 0h, motoristas que passarem pelo trecho da SP-333 que ganhou quatro novos pontos de cobrança terão de pagar a tarifa. Confira os valores nas praças de Pongaí, Marília, Echaporã e Florínea.

Publicado em

Do G1
Cobrança nas quatro praças de pedágio da Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros começa nesta segunda-feira (Foto: Divulgação)

Começou nesta segunda-feira (15) a cobrança de pedágio na Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros (SP-333), na região de Marília (SP). Desde a 0h, os motoristas que passam pelas quatro novas praças de pedágio já devem pagar a tarifas.

O serviço estava previsto para começar no dia 20 de setembro, porém, a Secretaria de Transportes do Estado publicou um despacho no Diário Oficial anunciando a mudança da data.

São quatro novas praças de pedágio que passam a funcionar com a cobrança e os valores são variados (confira na lista abaixo).

Confira os valores nas quatro praças:

Pongaí (km 234)

  • Motocicleta: R$ 3,80
  • Automóveis e utilitários: R$ 7,50
  • Veículos com semirreboque: R$ 11,30
  • Veículos com reboque: R$ 15

Marília (km 315)

  • Motocicleta: R$ 3,60
  • Automóveis e utilitários: R$ 7,30
  • Veículos com semirreboque: R$ 10,90
  • Veículos com reboque: R$ 14,50

Echaporã (km 354)

  • Motocicleta: R$ 2,70
  • Automóveis e utilitários: R$ 5,30
  • Veículos com semirreboque: R$ 8
  • Veículos com reboque: R$ 10,70

Florínea (km 447)

  • Motocicleta: R$ 3,90
  • Automóveis e utilitários: R$ 7,90
  • Veículos com semirreboque: R$ 11,80
  • Veículos com reboque: R$ 15,70

Polêmica

A cobrança de pedágio no km 315 da rodovia, em Marília (SP), é alvo de uma ação do Ministério Público Federal e foi liberada, por meio de liminar expedida pelo Tribunal Regional Federal, em julho deste ano.

A Entrevias ganhou a concessão para fazer obras de melhoria na SP-333 e construiu a praça de pedágio. No entanto, em fevereiro deste ano, o MPF de Marília ajuizou uma ação pedindo que a Justiça Federal suspendesse imediatamente a construção.

De acordo com o MPF, com a construção do pedágio, os moradores de imóveis que ficam em regiões ao redor da cidade teriam que pagar uma tarifa cheia para ir até Marília mesmo percorrendo pequenas distâncias.

Além disso, o trecho em questão recebe os motoristas que trafegam pela BR-153. Para seguir por esta rodovia os veículos precisam percorrer obrigatoriamente um trecho de cerca de 25 quilômetros por rodovias estaduais, como é o caso da SP-333.

De acordo com o MPF, cerca de 70% dos pagantes do pedágio construído no quilômetro 315, na verdade, são usuários da BR-153. Portanto, a quantia cobrada seria desproporcional aos quilômetros rodados pelos veículos, tornando-se ilegal.

A decisão do TRF de liberar a cobrança atendeu de forma parcial a um recurso da Artesp, a agência estadual que cuida das rodovias sob concessão. Ainda não há prazo para início da cobrança do pedágio.

A desembargadora Therezinha Astolphi Cazerta afirma que a decisão é fundamentada na previsão de ordem e economia pública.

Segundo ela, a decisão de suspendeu a decisão do juiz Fernando David Fonseca que estabeleceu como opção adotar o sistema de cobrança ponto-a-ponto.

O sistema prevê que chips instalados nos veículos possam ser reconhecidos em pontos da rodovia para que paguem apenas pelo trecho realmente usado.

Decisão foi publicada no Diário Oficial na madrugada desta quinta-feira (20) — Foto: TV TEM/Reprodução

Continue lendo

Polícia

Motorista bate carro em restaurante às margens de rodovia em Rancharia

Veículo ficou parcialmente destruído. Guarda Civil informou que vítima foi socorrida em estado grave.

Publicado em

Do G1
Motorista bateu carro em restaurante em Rancharia — Foto: Guarda Municipal

Um acidente de trânsito ocorrido na manhã desta sexta-feira (12) deixou um homem de 39 anos gravemente ferido em Rancharia.

Segundo informações da Guarda Civil do município, um veículo VW Gol, com placas de Martinópolis, bateu em um restaurante localizado às margens da Rodovia Homero Severo Lins (SP-284), na altura do km 521,800. Ele foi socorrido com ferimentos graves e encaminhado ao Hospital e Maternidade de Rancharia para receber atendimento médico.

De acordo com o hospital, o estado de saúde do paciente é considerado “estável”.

O automóvel ficou parcialmente destruído. Ainda não se sabe as causas do acidente, que aconteceu por volta das 10h10.

De acordo com a Guarda Municipal, o veículo seguia no sentido Martinópolis–Rancharia quando, por razões a serem esclarecidas, o condutor perdeu o controle da direção e acabou colidindo em uma das colunas de sustentação da estrutura do restaurante.

Além da Guarda Municipal, equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar Rodoviária compareceram ao local para o atendimento da ocorrência.

Motorista bateu carro em restaurante em Rancharia — Foto: Guarda Municipal

Motorista bateu carro em restaurante em Rancharia — Foto: Guarda Municipal

Motorista bateu carro em restaurante em Rancharia — Foto: Guarda Municipal

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas