Fique conectado

Região

MP pede afastamento de médico suspeito de burlar cartão de ponto em Paraguaçu Paulista

Segundo investigação do Ministério Público, cardiologista não cumpria a carga horária em postos de saúde para atender em sua clínica particular. Ação cabe defesa e médico não quis se manifestar.

Publicado em

548

MP investiga desde 2013 suspeitas de fraude na carga horária de servidores da saúde pública de Paraguaçu Paulista (Foto: TV TEM/Reprodução/ arquivo)

O Ministério Público de Paraguaçu Paulista (SP) concluiu nesta terça-feira (11) o inquérito aberto para investigar a conduta de um médico por não cumprir a carga horária e burlar o cartão de ponto. O MP pede o afastamento definitivo do profissional.

A denúncia foi feita no começo deste ano e, segundo a ação do MP, o médico cardiologista Cássio Renato Valério Gouveia trabalhava no Centro de Saúde II de Paraguaçu Paulista, mas cumpria apenas metade do horário estipulado.

Além disso, segundo o MP, o médico também era flagrado atendendo pacientes na sua clínica particular. Ele deveria atender a 40 pessoas no centro de saúde, mas apenas de 15 a 20 pacientes eram atendidos.

A ação do MP cabe defesa. Procurado pela reportagem do G1, o médico não foi localizado em sua clínica.

Por telefone, a prefeitura de Paraguaçu Paulista, responsável pela fiscalização do atendimento, informou que o médico chegou a ficar três meses afastado sem remuneração e voltou ao trabalho em agosto.

A administração municipal informou ainda que não vai afastar o médico, uma vez que a investigação feita pela prefeitura ainda está em andamento.

Investigação do MP encontrou casos de servidores que assinaram cartão de ponto antes de cumprir a jornada (Foto: TV TEM/Reprodução/ arquivo)

Suspeitas antigas

A situação da saúde pública de Paraguaçu Paulista, com relação ao cumprimento da carga horária, começou a ser investigada em 2013, quando o Ministério Público encontrou diversas irregularidades nas unidades de saúde da cidade.

Durante a investigação em postos de saúde, foram encontradas irregularidades nos livros onde eram anotados os horários de entrada e saída dos funcionários. Havia casos de servidores que teriam assinado cartão de ponto antes de cumprir a jornada.

Funcionários do departamento de saúde da prefeitura foram ouvidos pela polícia e no inquérito aberto os servidores alegaram que recebiam ordem de superiores para adulterar o registro.

Diante das suspeitas, um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) foi assinado entre o MP e a prefeitura exigindo diversas medidas, dentre elas a instalação de ponto biométrico nas unidades de saúde, com marcação através da impressão digital, e a divulgação para a população da jornada de trabalho de todo os profissionais.

Polícia

Quase uma tonelada de drogas é incinerada em Tupã

A ação foi realizada com um forte esquema de segurança.

Publicado em

Do Marília Notícia
Drogas apreendidas em dois meses foram incineradas em Tupã (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Tupã incinerou nesta terça-feira (19) quase uma tonelada de drogas apreendidas nos últimos meses.

Após a autorização do Poder Judiciário, com apoio do Ministério Público (MP), a droga foi incinerada pela Polícia Civil no município (cerca de 75 quilômetros de Marília).

A ação foi realizada com um forte esquema de segurança dos policiais civis, em conjunto com policiais militares, representantes do MP e Vigilância Sanitária.

Em relação às drogas incineradas, o carregamento de maconha pesando 848 quilos apreendido na última sexta-feira (16) também foi destruído.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Continue lendo

Polícia

Polícia Militar registra acidente no jardim Alvorada, em Cândido Mota

Condutor de um veículo VW Fusca perdeu o controle e invadiu um terreno, parando próximo ao muro de uma residência na rua José Teodoro Ramos.

Publicado em

De O Diário do Vale
Polícia Militar registra acidente no jardim Alvorada, em Cândido Mota (Foto: O Diário do Vale)

A Polícia Militar de Cândido Mota (SP) registrou na manhã desta quarta-feira (20), um acidente de trânsito na rua Antonio Souza Reis, no jardim Alvorada.

De acordo com informações, por volta das 9h, o condutor de um veículo VW/Fusca, placas de Cândido Mota, perdeu o controle da direção e invadiu um terreno, parando próximo ao muro de uma residência na rua José Teodoro Ramos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o homem pode ter sido vítima de um mal súbito e perdido o sentido, já que disse não se lembrar do que aconteceu.

Ele estava consciente e apenas com ferimento nos lábios, mas foi conduzido ao Pronto Socorro da Santa Casa de Cândido Mota, para exames.

Polícia Militar registra acidente no jardim Alvorada, em Cândido Mota (Foto: O Diário do Vale)

Polícia Militar registra acidente no jardim Alvorada, em Cândido Mota (Foto: O Diário do Vale)

Polícia Militar registra acidente no jardim Alvorada, em Cândido Mota (Foto: O Diário do Vale)

Continue lendo

Polícia

Dona de casa é presa com cocaína escondida nos seios

Caso aconteceu nesta terça-feira (19) em Marília (SP).

Publicado em

Do Marília Notícia

A dona de casa, Andriele Aparecida Jorge, de 28 anos, foi presa em flagrante por tráfico de drogas nesta terça-feira (19) no Jardim Califórnia, zona Oeste de Marília (SP).

Segundo o Boletim de Ocorrência, os policiais militares realizavam um patrulhamento quando localizaram uma motocicleta ocupada por dois ocupantes em atitude suspeita na rua Maestro Floriano de Souza por volta das 22h40.

Ao notar a viatura da polícia, o condutor da motocicleta estacionou e a passageira Andriele desceu e passou a caminhar. Em seguida, o motoqueiro evadiu tomando rumo ignorado sem ser localizado.

Os policiais realizaram a abordagem da dona de casa e, em revista pessoal feita por uma policial militar feminina, um saco plástico contendo cocaína foi localizado nos seios de Andriele.

Questionada sobre a droga, a indiciada alegou que havia comprado de um desconhecido e iria revendê-la porque estava desempregada e precisando de dinheiro.

Diante dos fatos, Andriele recebeu voz de prisão e foi conduzida até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília, onde o delegado de plantão ratificou a prisão. Após audiência de custódia, a dona de casa seria recolhida à Penitenciária de Pirajuí.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas