Avestruz passou por cirurgia após ser atacado por onça em bosque de Marília — Foto: Reprodução/TV TEM

A avestruz fêmea atacada por uma onça que invadiu o bosque municipal de Marília (SP), no sábado (26), passou por uma cirurgia de mais de cinco horas para reconstruir o esôfago.

Segundo a veterinária Melissa Campitelli Ferreira, a ave recebe cuidados intensivos, mas ainda corre risco. “Ela teve bastante lesões no corpo todo. Passou por cirurgia para reconstrução do esôfago. Está em recuperação, mas o estado ainda é grave”, explica.

O bosque municipal, que recebe milhares de visitantes aos fins de semana, está fechado e passando por uma ronda feita pelos funcionários e pela Polícia Ambiental. Ainda não há previsão de quando será reaberto.

A veterinária Melissa Campitelli Ferreira disse que a fêmea, que vive há cinco anos no bosque, lutou com a onça.

“A gente acredita que teve uma luta intensa que durou bastante tempo. Existem sinais de luta em vários lugares do recinto. A gente acredita que a onça também tenha saído machucada, porque o avestruz é um animal forte, que se defende, tem uma unha que pode até fazer perfurações graves”, explica.

A prefeitura informou por meio de nota que vai manter o bosque fechado temporariamente para evitar qualquer tipo de ataque a algum visitante.

De acordo com o secretário Vanderlei Dolce, não há motivo para preocupação. “Primeira medida é fazer uma ronda nas redondezas do bosque. A medida de deixar fechado é só uma precaução.”

Ave foi atacada por onça em bosque de Marília — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação

Flagrante

Esta não é a primeira vez que uma onça aparece no bosque. No ano passado, um animal foi visto por moradores rodeando o local. Provavelmente vindo de alguma área de mata da região.

Na época foram registradas imagens que mostram a onça em frente ao bosque. O animal deste ano sumiu depois de atacar a avestruz, por isso não dá para saber se é o mesmo.

Veterinária diz que há sinais de luta no bosque de Marília — Foto: Reprodução/TV TEMia

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Motorista de caminhão fica preso nas ferragens após acidente

A vítima foi encaminhada com ferimentos na cabeça à UPA.

Taxista de 79 anos é morto a facadas e polícia investiga latrocínio

Vítima levou facadas no pescoço, rosto e tórax.