Fique conectado

Região

Caminhoneiro faz aposta em rede social, atinge 100 mil comentários em dois dias e é ‘forçado’ a se casar

Ronaldo Temporim não acreditou que brincadeira que fez com a noiva pudesse ter resultado tão surpreendente. Após cinco anos de relacionamento, na próxima semana ele deve ir ao cartório de Mineiros do Tietê (SP) para marcar a data.

Publicado em

770

Ronaldo e Simone estão juntos há cinco anos, têm uma filha de oito meses, e agora foram “obrigados” pela internet a se casar: “Estamos muito felizes” — Foto: Facebook/Reprodução

Se o caminhoneiro Ronaldo Temporim, de 29 anos, ainda tivesse alguma dúvida sobre a força da internet, ela desapareceu totalmente nesta semana.

Morador de Mineiros do Tietê (SP), ele mantém um relacionamento com Simone Soave há cinco anos e lançou um desafio em uma rede social afirmando que se casaria com a companheira caso a sua postagem atingisse a (para ele) inimaginável marca de 100 mil comentários.

No último dia 6 de outubro, o caminhoneiro escreveu em sua página no Facebook: “A Simone tá me internando para casar, falei que se esse post chegar a mil curtidas e 100 mil comentários eu posto foto com os papéis da data marcada.”

Postagem do caminhoneiro superou a marca “inimiagiável” de 100 mil comentários em apenas dois dias: “Não sei como isso aconteceu”, disse Ronaldo — Foto: Facebook/Reprodução

Para surpresa de Ronaldo, de Simone, e também de muitos dos cerca de 13 mil moradores de Mineiros do Tietê, em menos de dois dias a postagem ultrapassou a marca das mil curtidas e também a dos 100 mil comentários.

Na tarde desta quinta-feira (10), a postagem já registrava quase 3,2 mil likes e mais de 100,6 mil comentários.

“Não sei como isso aconteceu, moramos em uma cidade pequena, a brincadeira foi local, entre nossos amigos. Quando vi, não acreditei”, disse Ronaldo.

Ainda sem entender a origem da impressionante viralização de sua postagem, o futuro noivo diz que vai pagar a “dívida da aposta”. “Agora, tenho de casar mesmo, se não vai ficar muito feio pra mim”, brinca.

Segundo o caminhoneiro, o casal se surpreendeu tanto com o resultado fulminante dos 100 mil comentários em dois dias, como também com a origem de muitos deles. Ronaldo disse ter registrado comentários de pessoas desconhecidas de todas as regiões do país, como Manaus, Rio de Janeiro, Curitiba, entre outras cidades.

O caminhoneiro, que atualmente está desempregado, pois trabalha mais durante a safra de cana, informou que até já agendou para a próxima semana a ida ao cartório da cidade para marcar a data do casamento.

O caminhoneiro Ronaldo Temporim disse que já começou a receber oferta de presentes para o casamento — Foto: Facebook/Reprodução

Simone Soave conta que também se surpreendeu com o resultado do desafio. A auxiliar administrativa de 24 anos, que mora há dois anos com Ronaldo, com quem tem uma filha de oito meses, disse que os amigos da cidade sempre brincavam com a “enrolação” do companheiro em relação ao casamento.

“Os amigos sempre me perguntavam: ‘E aí, quando vai casar?’. Já tinha virado piada aqui na cidade. E agora, quando fui na quitanda, percebi que todo mundo já está sabendo e os comentários mudaram para: ‘Agora você casa, hein!’”, diverte-se a noiva.

Simone explica que o casamento formal não era uma ideia fixa entre o casal, que priorizou os gastos com a construção da casa própria e com o nascimento do primeiro filho. Mas agora, diante do resultado, se diz animada com a iminente mudança de seu estado civil.

Segundo Ronaldo, a brincadeira, além de “obrigá-lo” a casar-se com a noiva, também trouxe benefícios. O casal já começou a receber a oferta de presentes para o casamento mais esperado de Mineiros do Tietê.

“Já ganhamos todo o ensaio fotográfico da cerimônia, e a criação de uma conta em um canal num site de vídeos para registrarmos nossa aventura. Também já apareceram amigos dispostos a nos ajudar a financiar o casamento. Estamos muito felizes por esse momento”, disse o caminhoneiro.

Simone e Ronaldo garantem que o casamento não era uma diea fixa do casal: “Prioridade era construir a casa e ter o primeiro filho” — Foto: Facebook/Reprodução

Polícia

Moradoras de Paraguaçu Paulista são presas com 340 kg de maconha no MS

Entre os presos estão quatro mulheres, duas de Paraguaçu Paulista (SP) que seguiam no carro dos batedores e duas que levavam a droga.

Publicado em

Do MS Notícias
Moradoras de Paraguaçu Paulista são presas com 340 kg de maconha no MS

Moradoras de Paraguaçu Paulista são presas com 340 kg de maconha no MS

Seis pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira (17) na MS-156, em Amambai, a 360 km de Campo Grande, fronteira com o Paraguai, levando 339 quilos de maconha em um Corsa Classic. Duas mulheres residentes em Paraguaçu Paulista (SP) estavam no carro com a droga, a condutora e uma passageira. Outras duas viajavam no Agile com dois homens, fazendo o serviço de batedores de estrada.

A apreensão foi feita por policiais militares rodoviários por volta de 5h30 da manhã, durante policiamento na rodovia estadual que liga Amambai a Caarapó.

O primeiro carro abordado foi o Agile, cor prata, com placa de Juiz de Fora (MG), ocupado pelo motorista de 41 anos, por um homem de 29 anos e por duas mulheres de 20 e 23 anos. Todos moram na cidade mineira.

Enquanto os policiais faziam a checagem dos documentos dos ocupantes do Agile, abordaram o outro carro, Corsa, vermelho, com placa de Paraguaçu Paulista (SP), ocupado por duas mulheres, a condutora de 37 anos e a passageira de 38.

Segundo a PMR, as ocupantes do Corsa demonstraram nervosismo na abordagem e ao abrir o porta-malas a polícia encontrou 450 tabletes, totalizando 339 kg quilos de maconha.

A condutora do Corsa confessou que o dono da droga seguia no Agile e que o grupo avisava pelo rádio amador, instalado no carro, sobre fiscalizações policiais na estrada. Os ocupantes do Agile, no entanto, negaram e disseram que viajaram de Juiz de Fora para fazer compras no Paraguai. Os seis presos foram entregues na Polícia Civil em Amambai. Os nomes deles não foram divulgados.

Continue lendo

Polícia

Casal é preso suspeito de furtar produtos agrícolas de fazendas em Ribeirão do Sul

Dupla admitiu à polícia que passava o dia fazendo a colheita dos produtos que seriam furtados das propriedades invadidas. No total, eles foram surpreendidos com 450 quilos de café, laranja e mandioca.

Publicado em

Produtos agrícolas furtados estavam no carro que foi abordado em estrada rural de Ribeirão do Sul — Foto: Polícia Militar/Divulgação
Produtos agrícolas furtados estavam no carro que foi abordado em estrada rural de Ribeirão do Sul — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Um casal foi preso na noite desta segunda-feira (17) suspeito de furtar produtos agrícolas de fazendas em Ribeirão do Sul (SP). Segunda a Polícia Militar, os dois passavam o dia colhendo os produtos que seriam levados das propriedades invadidas.

De acordo com a PM, o homem de 34 anos e a mulher de 56 foram abordados em um carro numa estrada rural que estava carregado de produtos agrícolas. Eles admitiram que passaram o dia invadindo fazendas e fazendo a colheita.

Em uma das propriedades, o casal colheu e furtou 50 quilos de laranja. Em outra, os dois fizeram o mesmo para levar 50 quilos de mandioca. Já em uma terceira fazenda invadida, a dupla aproveitou a colheita do dia de café, que já estava acondicionada em sacas, elevou 350 quilos do produto em grãos.

De acordo com a polícia, os proprietários das fazendas confirmaram que os produtos eram seus. A dupla foi presa em flagrante por furto e encaminhada para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Ourinhos.

No fim da tarde desta terça-feira, durante a audiência de custódia, o homem permaneceu preso e a mulher foi liberada.

Em algumas fazendas, dupla aproveitava a colheita que já estava feita e aguardava transporte — Foto: TV TEM/Reprodução

Em algumas fazendas, dupla aproveitava a colheita que já estava feita e aguardava transporte — Foto: TV TEM/Reprodução

Continue lendo

Polícia

Durante discussão, pai tenta matar o próprio filho em Chavantes

A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 21h desta segunda-feira (17).

Publicado em

Do Negocião
Arma usada pelo pai foi apreendida (Foto: Divulgação)
Arma usada pelo pai foi apreendida (Foto: Divulgação)

Na noite de segunda-feira (17), por volta das 21h, a Polícia foi acionada para averiguar uma denúncia de tentativa de homicídio por disparo de arma de fogo durante briga entre pai e filho na cidade de Chavantes (SP).

O fato aconteceu durante uma briga entre Milton Dias, 40 anos, auxiliar geral, e seu filho Cleiton Roberto Dias, de 20 anos, trabalhador rural, enquanto o rapaz comunicava o pai que iria sair de casa para morar com a namorada.

Muito nervoso, o pai exigiu que a moça, que presenciou toda a briga, pegasse um revólver, garrucha calibre 22, que estava guardada no guarda-roupas e lhe entregasse, passando a ameaçar o filho.

O rapaz tentou sair de casa com a namorada, mas foi surpreendido pelo pai que lhe apontava a arma. Para evitar o disparo, Cleiton se aproximou do pai e o empurrou, porém o homem apertou o gatilho, atingindo o muro da casa do vizinho.

Cleiton fugiu do local e acionou a polícia. Milton não foi encontrado em sua residência. Em posse das características do suspeito, foi iniciada buscas pelas imediações.

Localizado, o homem afirmou que não atirou com intenção de matar o filho e a princípio mentiu sobre a arma, confessando logo depois que ela estava escondida na casa de seu enteado. Após buscas na sua residência, foi localizado a arma de fogo calibre 22, sem numeração, com 5 munições intactas.

Diante dos fatos, Milton foi conduzido à CPJ de Ourinhos, onde foi registrado boletim de ocorrência, sendo o indiciado recolhido à Cadeia Pública de São Pedro do Turvo.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas