Fique conectado

Região

De pane mecânica a socorro médico, saiba quando acionar a Concessionária

Entrevias realiza atendimentos de diferentes tipos: emergência, guinchos e orientação de tráfego com viaturas que se deslocam das unidades do Serviço de Atendimento aos Usuários.

Publicado em

336

A Entrevias Concessionária de Rodovias é responsável pela operação, manutenção e atendimento a usuários em 570 quilômetros de rodovias que interligam diferentes destinos no Centro-Oeste Paulista, nas regiões de Ribeirão Preto e Marília. Por mês, realiza média de 4.500 atendimentos dos mais variados tipos.

Nos trechos sob a sua concessão, oferece atendimento especializado aos usuários durante 24 horas e para diferentes ocorrências. Por também administrar trechos mais urbanizados, como os anéis viários, muitos motoristas têm dúvidas de quando e em que tipos de situação recorrer à Concessionária. Muitas vezes, buscam outros tipos de socorro por desconhecerem que a Entrevias tem unidades do SAU (Serviço de Atendimento aos Usuários) em trechos estratégicos e consegue fazer deslocamentos ágeis. No caso de acidentes, por exemplo, o resgate demora no máximo dez minutos.

Todas as chamadas realizadas para a Entrevias são direcionadas para a equipe do Centro de Controle Operacional, que monitora a rodovia em tempo real, 24 horas por dia, atendendo os usuários pelo telefone 0800 3000 333. Em breve, o acionamento também poderá ser realizado por meio de um aplicativo próprio, que poderá ser acessado via wi-fi. O sistema já está sendo implantado ao longo de todo o trecho administrado pela concessionária.

Diariamente, a Entrevias mantém em operação equipes que percorrem as rodovias para prestar serviços como inspeção de tráfego, socorro mecânico emergencial, guincho, captura de animais na pista (para evitar o atropelamento e acidentes) e socorro médico às emergências, o que inclui equipamentos para a retirada de vítimas das ferragens. “Apenas em atividades de natureza policial que direcionamos a solicitação para os órgãos competentes, já que não atuamos com fiscalização, aplicação de multas e repressão a crimes. Mas mesmo em casos em que a atuação não cabe à Concessionária, nós fazemos esse encaminhamento e orientamos o motorista. Trabalhamos para o rigoroso cumprimento do contrato de concessão assinado com o governo do Estado de São Paulo e fiscalizado pela Artesp”, explica o gerente de operações da Entrevias, Jorge Baracho.

A Entrevias mantém uma estrutura com 46 viaturas para atender ocorrências diversas de tráfego, guinchos, ambulâncias, captura de animais e caminhão-pipa. Ao longo do trecho que administra conta com 17 postos do SAU, locais de onde as equipes se deslocam para os atendimentos em sete rodovias (SP-330; SP-322, SP-328; SP-351; SP-333; SP-294 SP-266).  São 9 bases do serviço de atendimento aos usuários na região de Ribeirão Preto e oito na região de Marília até Florínea.

A Entrevias orienta o condutor a manter anotado os números de telefone de serviços de atendimento e emergência. Caso ocorram imprevistos durante a viagem, deve seguir as recomendações de segurança, sinalizando a parada ou pane, e se houver a necessidade de estacionar, escolher um lugar seguro e comunicar imediatamente a concessionária.

Saiba mais

Socorro mecânico

São veículos identificados, preparados para transportar um carro em pane até um local seguro, como um posto de combustível. São acionados pelo usuário por meio do 0800 da concessionária ou em um dos call boxes da estrada.

De pane mecânica a socorro médico, saiba quando acionar a Concessionária (Foto: divulgação)

Socorro médico

Realizado por unidades de resgate da própria rodovia, os primeiros socorros são feitos por socorristas treinados para situações de emergência, que também fazem o transporte e remoção do usuário até o hospital. As Unidades de Suporte Avançado (USAs) contam com médico, enfermeiro e socorrista.

Call boxes

São cabines telefônicas disponíveis ao longo da rodovia para o usuário acionar os serviços do 0800.

Inspeção de tráfego

Veículos da concessionária fazem rondas constantes na rodovia com o objetivo de melhorar o tráfego e garantir a segurança da via. Esse serviço toma providências em casos como animais na pista, veículos quebrados, buracos, objetos na via e pontos de congestionamento.

Painel de mensagem variável (PMV)

Oferece informações atualizadas ao usuário sobre as condições de tráfego, informando sobre trechos com acidentes, pontos de atenção e alerta, além de mensagens educativas e institucionais.

Entrevias Concessionária de Rodovias

A Entrevias Concessionária de Rodovias é responsável pela operação, manutenção e modernização do lote Rodovias do Centro-Oeste Paulista, com um total de 570 quilômetros de vias no eixo entre Florínea, na divisa com o Paraná, e Igarapava, na divisa com Minas Gerais. O contrato de concessão assinado com o governo do Estado de São Paulo e fiscalizado pela Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) prevê investimentos de R$ 3,9 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implantação de tecnologias e inovações que contribuem para prestação de serviços de alta qualidade aos usuários. Visite o site da empresa: www.entrevias.com.br. Em caso de emergência nas rodovias ligue para 0800-3000-333.

Polícia

Mulher grávida é resgatada de carro que capotou após batida com caminhão em Maracaí

Acidente aconteceu na vicinal que liga a cidade ao distrito de Roseta. Mulher foi levada ao pronto-socorro de Paraguaçu Paulista, onde ficou em observação. Ela o bebê passam bem, diz PS.

Publicado em

Do G1
Carro que capotou na vicinal entre Maracaí e Roseta ficou bastante danificado após o choque com o caminhão — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Carro que capotou na vicinal entre Maracaí e Roseta ficou bastante danificado após o choque com o caminhão — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Uma mulher grávida foi resgatada com ferimentos considerados leves após acidente entre o carro que ela dirigia e um caminhão no fim da manhã desta terça-feira (15), em Maracaí (SP).

Segundo informações da Polícia Militar, o caminhão saía de uma usina na vicinal Eduardo Andrade Reis, que liga Maracaí a Roseta, distrito de Paraguaçu Paulista, quando colidiu com o carro, que capotou com o impacto.

A mulher grávida, única ocupante do carro, foi resgatada com ferimentos considerados leves e encaminhada para o pronto-socorro de Paraguaçu Paulista. O motorista do caminhão não se feriu.

Segundo informações do pronto-socorro, a mulher, que é moradora de Paraguaçu Paulista, ficou em observação, mas ela e o bebê passam bem.

Segunda a polícia, caminhão saía de uma usina quando bateu no veículo — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Segunda a polícia, caminhão saía de uma usina quando bateu no veículo — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Continue lendo

Polícia

Homem que matou professora é condenado por outros crimes

A decisão foi publicada no Diário Oficial nesta segunda-feira (14).

Publicado em

Do Marília Notícia
Jefferson Silva foi preso no litoral e transferido para Marília (Foto: Edio Júnior)
Jefferson Silva foi preso no litoral e transferido para Marília (Foto: Edio Júnior)

O mototaxista Jefferson Carlos da Silva foi condenado pela Justiça a quatro anos de prisão por violência doméstica. Jefferson ainda aguarda o julgamento pelo feminicídio da professora Elisabete Aparecida Ribeiro, de 37 anos, ocorrido em janeiro do ano passado.

A decisão foi publicada no Diário Oficial nesta segunda-feira (14). A sentença é assinada pelo juiz Décio Divanir Mazeto da 3ª Vara Criminal de Marília. Ele foi condenado pelos crimes de sequestro e cárcere privado, lesão corporal e ameaça. O caso segue sob segredo de Justiça, devido a isso não há mais detalhes.

“(…) julgo procedente a ação penal para condenar Jefferson Carlos da Silva, qualificado nos autos, a descontar em regime inicialmente fechado, a pena de dois anos de reclusão, declarando-o incurso no artigo 148, § 1º, I, e a pena de dois anos de detenção, em regime inicial semiaberto, por infração ao artigo 129, § 1º, I, e três meses de detenção, em regime também intermediário, como incurso no artigo 147, todos cc. o artigo 69, todos do Código Penal”, diz a sentença.

Feminicídio

O feminicídio ocorreu no dia 10 de janeiro de 2018, data em que Jefferson Silva matou a vítima com diversos golpes de faca em um conjunto de apartamentos na rua Santos Dumont, no bairro Prolongamento Palmital, zona Norte de Marília.

Em depoimento à policia, o mototaxista alegou que o motivo pelo crime foi uma dívida em uma viagem para Florianópolis (SC) que o casal fez no réveillon daquele ano. Ele foi preso no litoral de São Paulo, no município de Praia Grande.

Jefferson Silva permanece preso na Penitenciária de Marília indiciado por homicídio quadruplamente qualificado – motivo fútil, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio. Se condenado, o mototaxista poderá pegar pena de 30 anos em regime fechado.

Elisabete Aparecida Ribeiro morta a facadas (Foto: Redes Sociais)

Elisabete Aparecida Ribeiro morta a facadas (Foto: Redes Sociais)

Continue lendo

Polícia

Corpo de idoso desaparecido há três dias é achado ao lado de caçamba em Palmital

Homem de 75 anos que desapareceu no último sábado (12) foi achado em terreno próximo ao pronto-socorro, sem sinais aparentes de violência. Ele foi enterrado nesta segunda-feira (14), sem velório.

Publicado em

Do G1
Adão Rodrigues da Mota, de 75 anos, estava desaparecido desde sábado (12): sem sinais aparentes de violência — Foto: Arquivo pessoal
Adão Rodrigues da Mota, de 75 anos, estava desaparecido desde sábado (12): sem sinais aparentes de violência — Foto: Arquivo pessoal

O corpo de um idoso de 75 anos que estava desaparecido desde a manhã do último sábado (12) foi encontrado na manhã desta segunda-feira (14) em um terreno baldio ao lado do pronto-socorro, no bairro Paraná, em Palmital (SP). O corpo estava ao lado de um caçamba.

Segundo a Polícia Militar, um funcionário da empresa de caçambas encontrou o corpo de Adão Rodrigues da Mota e entrou em contato com a corporação. Ainda de acordo com a PM, não havia sinais aparentes de violência.

O local foi isolado e passou por perícia da Polícia Civil. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Assis, para a realização de exame necroscópico que determinará as causas da morte.

O enterro do corpo de Adão Rodrigues da Mota foi realizado nesta segunda-feira no Cemitério Municipal de Palmital. Não houve velório. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Corpo de idoso desaparecido há três dias é achado ao lado de caçamba em Palmital — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Corpo de idoso desaparecido há três dias é achado ao lado de caçamba em Palmital — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas