Fique conectado

Região

Toda extensão da SP-333 terá pelo menos 18 radares em operação

Segundo Concessionária, fiscalização de velocidade em rodovias aumenta segurança dos usuários. Saiba onde estão os aparelhos.

Publicado em

1.379

A Entrevias Concessionária de Rodovias é responsável pela manutenção e operação de 34 radares fixos em todo o sistema viário sob a sua concessão. São 570 quilômetros de rodovias entre Marília e Florínea (divisa com o Paraná- trecho Sul) e de Bebedouro a Ribeirão Preto e Igarapava (trecho Norte). A instalação e manutenção operacional de radares constam no contrato assinado por meio do Programa de Concessão de Rodovias do governo do Estado de São Paulo, submetido à fiscalização da Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo).

Na malha rodoviária da região de Ribeirão Preto há 12 radares que foram mantidos da antiga concessionária. Cinco aparelhos estão na SP-330 (Rodovia Anhanguera); seis na SP-322, do km 310 até o 337 (Rodovia Prefeito Antônio Duarte Nogueira e Attílio Balbo) e um radar na SPA 325/322 (Avenida Bandeirantes). Já na região de Marília estão instalados 22 radares fixos para controle de velocidade. Dezoito deles estão distribuídos ao longo da SP-333 e 4 na SP-294, do km 451,70 até o 455,50. Os motoristas devem observar as velocidades indicadas nas sinalizações existentes, que variam de acordo com o tipo de veículo e localização. Todos os pontos de radares estão devidamente sinalizados com placas instaladas em distâncias que seguem resoluções de trânsito.

Muito antes da implantação de radares, medida que só ocorre após aprovação da Artesp, a Concessionária realiza diferentes estudos a fim de mapear os pontos das rodovias com maior incidência de acidentes e a média de velocidade registrada nesses locais. O gestor de segurança viária da Concessionária, Fábio Ortega, reforça que o controle de velocidade é um item essencial na prevenção de acidentes. “A implantação desses equipamentos é uma iniciativa importante para reduzir os acidentes e, consequentemente, preservar vidas. Soma-se a outras medidas que a empresa desenvolve, com foco na conscientização e educação no trânsito”, afirma.

A Entrevias informa ainda que está prevista a implantação de 30 novos radares para controle de velocidade que deverão substituir os 12 radares atuais nas estradas da região de Ribeirão Preto. Foram enviados estudos técnicos para avaliação da ARTESP, e só após aprovação os equipamentos deverão ser implantados. As concessionárias de rodovias não têm poder de polícia, de fiscalizar e tampouco de aplicar multas. Os pontos onde são instalados radares e a gestão dos dados e de multas são atribuições do Poder Público por meio do DER – Departamento de Estradas de Rodagem e da Polícia Militar Rodoviária.

Veja como identificar os radares fixos

Os radares de velocidade são câmeras instaladas em postes que têm, em média, três metros de altura. “Os motoristas não devem confundir os radares de velocidade com os postes do sistema Wi-fi, que têm 15 metros de altura e possuem placas solares no topo do poste”, explica Ortega.

A instalação do sistema Wi-Fi nas rodovias administradas pela Entrevias está em execução, conforme previsto no contrato de concessão. Estão previstos mais de 500 pontos/postes de acesso que permitirão o contato direto por meio de aplicativo para dispositivos móveis, entre usuários de rodovias e o Centro de Controle Operacional (CCO). Essa conexão permitirá aos usuários realizar solicitações de emergência e receber informações sobre o tráfego e obras.

Localização dos radares na SP-333

Polícia

Três jovens morrem atropelados por motorista em rodovia da região

Acidente aconteceu neste domingo (22) em Santa Cruz do Rio Pardo.

Publicado em

Do AssisNews
Vítimas foram atropeladas em rodovia de Santa Cruz do Rio Pardo (Foto: Reprodução/Facebook)

Três jovens morreram na tarde deste domingo (22) atropelados por um carro no acostamento da Rodovia João Baptista Cabral Rennó, a SP-225, em Santa Cruz do Rio Pardo (SP).

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu na altura do quilômetro 33o da rodovia.

O resgate foi acionado para atender a ocorrência, mas duas das vítimas morreram ainda no local. Outras duas foram socorridas e encaminhadas à Santa Casa na região, onde a terceira não resistiu e morreu.

O motorista do veículo também teve ferimentos e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

De acordo com a polícia, as vítimas voltavam de uma festa e andavam pelo acostamento.

Após realizar o teste do bafômetro, o motorista foi autuado administrativamente e não criminalmente, segundo o boletim de ocorrência.

As vítimas que não resistiram são Isabela Lorenzetti de Oliveira, de 15 anos, Kezia Cristina de Carvalho, 15 anos, e Wesley Gabriel Batista, 20.

Jovens foram atropelados em Santa Cruz do Rio Pardo (Foto: Arquivo pessoal)

Jovens foram atropelados em Santa Cruz do Rio Pardo (Foto: Arquivo pessoal)

Continue lendo

Polícia

Peregrino de Assis morre após ser atropelado em Bandeirantes

Esse é o segundo caso de atropelamento de peregrinos em 24 horas.

Publicado em

Do AssisNews
Com informações da Yara FM
Peregrino de Assis morre após ser atropelado em Bandeirantes (Foto: Reprodução/Yara FM)

Um morador de Assis, identificado como Gumercindo Pedro Filho, de 56 anos, morreu após ser atropelado na BR369 quando seguia com um grupo de peregrinos para o Santuário São Miguel Arcanjo em Bandeirantes (PR).

De acordo com informações o acidente aconteceu por volta das 03h40 deste domingo (22). As equipes de resgate Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)  e do Corpo de Bombeiros foram acionadas e no local encontraram duas pessoas feridas no acostamento da rodovia.

No local, os oficiais constataram que o morador de Assis, Gumercindo , já estava em óbito, foi então realizado os primeiros atendimento de uma outra pessoa que também foi atingida. Ela foi encaminhada para o Pronto Socorro para uma melhor avaliação.

Gumercindo Pedro Filho, de 56 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Gumercindo Pedro Filho, de 56 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

O IML esteve no local e encaminhou o corpo para Jacarezinho para posteriormente ser liberado para a família.

A segunda vítima não teve sua identidade revelada, mas também é moradora de Assis e tem 53 anos de idade, segundo informações foi feito todos os exames e seu estado é estável e não corre risco de morte.

O condutor do veículo que estava sentido Bandeirantes a Santa Mariana, não parou para prestar socorro. Esteve no local a Polícia Militar de Bandeirantes e Polícia Rodoviária Federal que fizeram o levantamento da situação vindo a identificar posteriormente o veículo envolvido, sendo um corsa.

As equipes deslocaram até a residência do condutor onde foi feito contato com familiares do motorista que confirmaram o seu envolvimento segundo os Polícias Rodoviários Federais, mas nem o condutor e nem o veículo se encontravam na residência que é na área rural de Bandeirantes.

Outro Caso

Esse é o segundo atropelamento envolvendo peregrinos em menos de 24 horas. O primeiro caso foi registrado na madrugada deste sábado em Cândido Mota. Apesar os suto a vítima passa bem.

Continue lendo

Polícia

Peregrina fica ferida após ser atropelada na rodovia em Cândido Mota

Mulher estava com um grupo de cerca de 30 pessoas e só ela se feriu. Motorista estava embriagado e foi levado para delegacia.

Publicado em

Uma mulher que fazia parte de um grupo de peregrinação foi atropelada na madrugada deste sábado (21) na Rodovia Fortunato Petrini (SP-266), entre Cândido Mota e o distrito de Porto Almeida.

De acordo com a Polícia Rodoviária de Assis, a vítima, de 37 anos, foi atingida por um carro na altura do quilômetro 447 da rodovia. Ela estava com um grupo de 30 pessoas e foi a única ferida.

A mulher sofreu ferimentos leves e passou por atendimento no Pronto-Socorro de Cândido Mota. Ainda segundo a Polícia Rodoviária, o motorista apresentava sinais de embriaguez.

Ele passou pelo teste do bafômetro, que constatou a presença de álcool no sangue. Ele foi encaminhado à delegacia de Assis (SP).

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas