Anatel lacra Rádio 950 por operar na clandestinidade em Marília

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lacrou a Rádio Clube de Vera Cruz, mais conhecida como Rádio 950. A fiscalização e lacração aconteceram no dia 17 de julho.

O site Marília Notícia teve acesso ao auto de infração que constatou que os equipamentos e sistema irradiante estavam instalados precariamente sem cerca de proteção. Além disso, a concessão da rádio era para a cidade de Vera Cruz e estava operando em Marília.

A fiscalização aconteceu após denúncia feita pelo jornalista Fábio Conti, ligado ao prefeito Daniel Alonso (PSDB), que registrou uma queixa na Divisão de Fiscalização de Posturas, relatando que uma possível instalação de sistema irradiante de emissora de rádio instalada irregularmente estaria dando interferência em aparelhos telefônicos nas proximidades do Teatro Municipal.

A denúncia cita ainda que a Rádio 950, que tem como sócio o ex-deputado Abelardo Camarinha (PSB), foi despejada de seu antigo endereço de transmissão, conforme já noticiado no MN.

Esta denúncia se transformou em um pedido de fiscalização para a Anatel. O pedido foi assinado por Alysson Alex de Souza e Silva, assessor especial do governo municipal e homem de confiança do atual prefeito.

A Rádio 950 continua sendo transmitida pela internet.

O outro lado

O MN procurou a defesa da Rádio 950, que informou que aguarda autorização dos proprietários para divulgação de um posicionamento.

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Homem que agrediu jovem a facadas e ameaçou outras pessoas é preso

O Boletim de Ocorrência foi registrado como lesão corporal dolosa.

Caminhoneiro fica ferido após tombar carreta na região

Após teste, foi constatado que o motorista dirigia embriagado.