Fique conectado

Região

Ener Sugar investe R$ 5 milhões na antiga Usina Pau D’Alho

Operação da usina começa em 2020.

Publicado em

887

(Foto: Divulgação/Jornal da Comarca de Palmital)

A antiga Usina Pau D’Alho, que moeu cana pela última vez em 2013, virou Ener Sugar e vai voltar ao mercado em 2020, após investimentos iniciais de R$ 5 milhões na recuperação dos equipamentos industriais. Os novos proprietários também já estão renegociando contratos de venda de energia que foram interrompidos e vão decidir o percentual do mix mais à frente.

A princípio, um volume de 1 milhão de toneladas de cana marcará a reestreia da indústria. A matéria-prima, comprada acima do preço de referência, é um dos diferenciais da unidade, localizada em Ibirarema, no sudoeste paulista.

Em um setor onde a matéria-prima próxima e garantida é fundamental, a Ener Sugar terá a parceira dos fornecedores da região de Assis. O empresário Sylvio Ribeiro do Valle Mello Jr., que assumiu a unidade, é presidente da Associação Rural dos Fornecedores e Plantadores de Cana da Média Sorocabana (Assocana).

Para o novo usineiro, que até então atuava como fornecedor, a expectativa é a criação de um relacionamento comercial que valoriza o produtor e que traga cana de qualidade para a usina – e isso inclui um regime de contrato diferenciado. “Agora, poderemos criar um polo de desenvolvimento regional forte”, aposta.

Na safra 2020/21, que começa em abril do próximo ano, o empresário acredita na replicação de outra temporada alcooleira. Em uma estimativa, o volume de 1 milhão de toneladas cana pode render, diariamente, em torno de 900 toneladas de açúcar e 500 mil litros de etanol.

Recomeço

Começar sem dívidas é outro aspecto favorável para a empresa, acredita Mello. Segundo ele, a expectativa é boa, levando em conta o andamento das renegociações que estão sendo feitas com os antigos compradores de energia.

Desde 2017, Mello e seu sócio buscaram limpar as pendências judiciais da unidade. De acordo com ele, poucos credores criaram resistência e foi iniciada também uma busca por outros investidores para o negócio. Porém, eles desistiram diante de exigências que consideraram despropositadas.

Além disso, com a economia do país sem ritmo e a sucroenergia ainda em recuperação de uma crise econômica, eram poucos os fatores de estímulos. “Mas agora, com as expectativas melhores, inclusive para o nosso setor, estamos abertos”, afirma o empresário, lembrando que os planos da Ener Sugar envolvem atingir uma moagem de 4 milhões de toneladas por safra. Hoje, a capacidade instalada é de 2,2 milhões de toneladas.

Polícia

Polícia apreende celulares e eletrônicos sem nota fiscal com trio em rodovia de Florínea

Um homem e duas mulheres foram abordados na SP-333, em Florínea (SP), com material vindo do Paraguai escondido no para-choque e no painel. Eles foram levados para PF e liberados.

Publicado em

Do G1
A maior parte da apreensão foi de aparelhos celulares, 42 no total; havia também perfumes e componentes de computador — Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação
A maior parte da apreensão foi de aparelhos celulares, 42 no total; havia também perfumes e componentes de computador — Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação

Três pessoas foram detidas e levadas para a Polícia Federal (PF) de Marília (SP) após serem surpreendidas na rodovia Miguel Jubran (SP-333), na noite desta terça-feira (10), com material eletrônico sem nota fiscal escondido no carro.

A abordagem aconteceu no km 450 da rodovia, em Florínea (SP), onde policiais pararam um veículo com placas de Foz do Iguaçu (PR).

Segundo a polícia, o motorista de 41 anos apresentou nervosismo e durante fiscalização foi encontrado o material ilegal escondido no painel e no para-choque do veículo.

No total, foram apreendidos 42 aparelhos celulares, seis perfumes, 470 cartões de memória e uma placa para computador, todos vindos do Paraguai e sem nota fiscal.

Além do motorista, no carro estavam duas mulheres, de 32 e 34 anos. O trio e o material foram encaminhados para a PF. As três pessoas que estavam no carro foram indiciadas por descaminho, ouvidas e liberadas.

Policial durante revista ao veículo que tinha produtos sem nota fiscal escondidos dentro do para-choque — Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação'

Policial durante revista ao veículo que tinha produtos sem nota fiscal escondidos dentro do para-choque — Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação

Continue lendo

Polícia

Idoso morre após passar mal durante golpe de falso sequestro em Marília

Filho da vítima relatou à polícia que criminosos pediram R$ 5 mil para libertar sua irmã. Idoso ficou inconsciente no carro, quando os dois iam fazer a transferência, e parte do dinheiro foi depositada.

Publicado em

Do G1

A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte de um idoso de 66 anos que passou mal após ser vítima de um golpe de falso sequestro em Marília (SP). O filho de Luiz Antonio Lopes registrou um boletim de ocorrência de extorsão na terça-feira (10).

De acordo com o registro da Polícia Civil, o filho do idoso contou aos policiais que, no dia 1º de dezembro, seu pai havia recebido uma ligação, na qual criminosos diziam que tinham sequestrado a filha dele. Para libertá-la, a vítima precisaria fazer uma transferência de R$ 5 mil.

Após a ligação, pai e filho foram de carro até a agência bancária para fazer o depósito, mas no meio do caminho, o idoso passou mal e perdeu a consciência. Segundo a polícia, neste momento, o filho pegou o celular e começou a falar com um dos dois criminosos, que se identificou como integrante de uma facção criminosa.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, o filho levou o idoso ao pronto-socorro e continuou andando de carro pela cidade. Pelo celular, ele fez duas transferências para os criminosos, de R$ 2 mil e de R$ 1,7 mil.

Depois das transferências, segundo o homem relatou à polícia, um parente conseguiu entrar em contato com a filha do idoso, que informou que não tinha sido sequestrada.

No entanto, o idoso que foi levado ao pronto-socorro não resistiu ao “trauma que sofreu”, segundo o boletim de ocorrência, e morreu devido a um infarto.

Continue lendo

Região

Postagem de mãe viraliza após filha voltar de festa de fim de ano na escola com bolo inteiro: ‘Queriam os mais bonitos e decorados’

No post, moradora de São José do Rio Preto (SP) escreveu que a menina voltou triste da confraternização. Garota disse ter sido a única a comer um pedaço.

Publicado em

Do G1
Post de mãe viraliza após contar experiência da filha em festa de escola de Rio Preto — Foto: Reprodução/Facebook
Post de mãe viraliza após contar experiência da filha em festa de escola de Rio Preto — Foto: Reprodução/Facebook

Uma postagem feita por uma mãe de São José do Rio Preto (SP) viralizou nas redes sociais após ela contar que ninguém quis comer um bolo caseiro levado pela filha a uma festa de fim de ano da escola.

Na mensagem publicada na sexta-feira (6), a mãe contou que a menina voltou triste da confraternização. A garota contou ter sido a única a pegar um pedaço.

“Só quiseram os outros bolos mais bonitos, recheados e decorados”, relatou a mãe. Ela afirmou pedido à filha que não ficasse triste com os amigos.

“Aí, a ensinei que na vida é assim, às vezes damos o melhor que podemos, e vai ter quem não goste. Assim será em casa, relacionamento, trabalho etc… Mas que temos que tirar o lado bom de toda situação”, escreveu.

Na publicação, a mãe disse ter proposto que as duas comessem o bolo juntas em um café da tarde. “Ela começou sorrir e gritar: ‘Eba, vamos tomar café em família'”, contou.

A mensagem teve mais de 50 mil curtidas e 20 mil compartilhamentos até as 9h desta terça-feira (10).

Muitos comentários apoiaram a atitude da mãe. “Amei o seu jeito de contornar a situação”, escreveu uma pessoa. “Parabéns, mamãe, quero uma fatia”, “A lição que eu tiro dessa história é a felicidade dessa criança com a reunião da família. Família unida, isso não tem preço”, disseram outras.

Post feito pela mãe foi compartilhado 19 mil vezes e curtido por 50 mil pessoas — Foto: Reprodução/Facebook

Post feito pela mãe foi compartilhado 19 mil vezes e curtido por 50 mil pessoas — Foto: Reprodução/Facebook

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas