Vigilantes registram imagens de onça-pintada durante ronda no Rio Paranapanema

Funcionários que trabalham na segurança do parque estadual fizeram o flagrante do maior felino do continente americano durante fiscalização.

Dois vigilantes que trabalham na segurança do Parque Estadual do Morro do Diabo, em Teodoro Sampaio (SP), flagraram imagens de uma onça-pintada às margens do Rio Paranapanema, que fica na divisa entre os estados de São Paulo e do Paraná.

O animal é considerado o maior felino do continente americano.

De acordo com o parque, o registro das imagens foi feito durante uma ronda de fiscalização, no período diurno, através de celulares, pelos vigilantes Reginaldo e Ricardo, que estavam em uma embarcação, no meio do rio.

A onça-pintada (Panthera onça) é o maior felino do continente americano e é um animal criticamente ameaçado de extinção no Estado de São Paulo. Tem até 1,90 metro de comprimento e 80 centímetros de altura. Os machos pesam cerca de 20% a mais do que as fêmeas, podendo chegar a 135 quilos.

A onça-pintada pode viver em vários tipos de habitat, desde que uma parte da vegetação seja densa. É um animal solitário e territorial. Tem hábitos noturnos. Pode ocupar áreas de 22 km² a mais de 150 km² (dependendo da disponibilidade de presas). A espécie era encontrada desde o sudoeste dos Estados Unidos até o norte da Argentina. Mas está oficialmente extinta nos Estados Unidos e já é uma raridade no México.

Na onça-pintada, ocorre também o fenômeno do melanismo, comum em outros felinos. A coloração amarela é substituída por uma pelagem preta. Dependendo da luz em que o animal se encontra, percebem-se as rosetas. O animal na forma melânica é chamado de onça-preta.

As populações vêm diminuindo devido ao confronto com atividades humanas, como a pecuária. A espécie é classificada pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) e pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) como vulnerável e está no Apêndice I da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies de Fauna e Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (Cites). Ou seja, o risco de extinção está associado ao comércio e sua comercialização só é permitida em casos excepcionais, mediante autorização expressa.

Vigilantes flagraram onça-pintada às margens do Rio Paranapanema — Foto: Reprodução/Facebook/Morro do Diabo
Vigilantes flagraram onça-pintada às margens do Rio Paranapanema — Foto: Reprodução/Facebook/Morro do Diabo
Vigilantes flagraram onça-pintada às margens do Rio Paranapanema — Foto: Reprodução/Facebook/Morro do Diabo
Vigilantes flagraram onça-pintada às margens do Rio Paranapanema — Foto: Reprodução/Facebook/Morro do Diabo
Vigilantes flagraram onça-pintada às margens do Rio Paranapanema — Foto: Reprodução/Facebook/Morro do Diabo
Vigilantes flagraram onça-pintada às margens do Rio Paranapanema — Foto: Reprodução/Facebook/Morro do Diabo

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA