Toque de recolher em Palmital chama atenção da população

Toque de recolher em Palmital chama atenção da população (Foto: Arquivo pessoal/Carlos Massaro)

Toque de recolher em Palmital chama atenção da população (Foto: Arquivo pessoal/Carlos Massaro)

Para anunciar a restrição à circulação noturna de pessoas para garantir o aumento do isolamento social e conter a proliferação do coronavírus, a Prefeitura de Palmital realizou uma carreata noturna pela cidade na quinta-feira (11). O cortejo ocorreu depois das 22 horas, quando a medida passou a valer, e transmitia mensagem para que a população respeite o “toque de recolher”. Acompanhado de sirene, o texto ressaltava que o descumprimento pode ocasionar multa e processo criminal.

A carreata, que foi acompanhada por ambulância, carro de som, equipe da Vigilância Sanitária e viatura da Polícia Militar, divulgou o decreto baixado pelo prefeito José Roberto Ronqui na quarta-feira (10/06) que recrudesceu as regras de flexibilização da quarentena com o objetivo de conter a propagação do coronavírus. Além de restringir a circulação, foi retomada a proibição para bares e lanchonetes de manterem atendimento presencial a clientes em suas dependências.

A medida se justificativa no crescente número de casos positivos de coronavírus verificados nos últimos dias em Palmital e do reiterado descumprimento de medidas de flexibilização por parte de alguns estabelecimentos, além de verificação de aglomeração de pessoas em áreas públicas em determinados pontos da cidade em período noturno. Como há a necessidade de conter o avanço da doença, o prefeito optou por adotar as medidas temporárias para incentivar a população ao distanciamento social domiciliar.

O decreto alterou a legislação em vigor desde o dia 22 de maio, quando houve a permissão para que bares e lanchonetes pudessem voltar a fazer o atendimento presencial de seus clientes. Estes estabelecimentos voltaram a ficar proibidos de receber clientes para consumo de alimentos e bebidas no local. Eles deverão, até segunda ordem, manter apenas atendimento delivery ou para retirada no balcão. A restrição não se aplica a restaurantes, casas de salgados ou cafeterias.

O “toque de recolher” vigora no período das 22 às 5 horas. Para evitar a aglomeração de pessoas em qualquer horário, a Prefeitura instalou barreiras para o fechamento de algumas áreas públicas, como o pátio da Fepasa, onde é comum haver concentração no período noturno.

Apesar do “toque de recolher” noturno, o decreto prevê que há exceções para casos de pessoas que necessitam sair de suas residências para atendimento de saúde, compra de medicamentos em farmácias ou situações de comprovada urgência. Também estão livres da proibição trabalhadores no desempenho de suas funções em órgãos públicos e empresas particulares, bem como os entregadores dos serviços de delivery.

A medida prevê multa que varia de R$ 276,10 a R$ 276.100,00 aos infratores, bem como a comunicação da ocorrência à polícia para apuração de apuração de eventuais crimes contra a saúde pública. A equipe de fiscalização da Prefeitura poderá solicitar apoio da Polícia Militar para casos em que houver a constatação do descumprimento dos dispositivos do decreto.

CONFIRA O VÍDEO

#MAIS LIDAS DA SEMANA