Entenda como funciona o Manthus

O Manthus é um equipamento computadorizado, extremamente preciso e versátil, constituído por geradores de ultra-som

Entenda como funciona o Manthus

O Manthus é um equipamento computadorizado, extremamente preciso e versátil, constituído por geradores de ultra-som e correntes elétricas tripolares de média freqüência, bem como correntes polarizadas, com grande penetração.

Por reunir vários princípios e técnicas em um único equipamento, o Manthus, além de constituir-se em um poderoso aliado no combate a celulite e gordura localizada, atua nas situações pós-cirúrgicas aumentando a velocidade de reabsorção de hematomas e diminuindo a ocorrência de aderências.

Esse ultrassom causa micro vibrações na derme e tecido subcutâneo. Essas micro vibrações fazem um massageamento nos vasos linfáticos, diminuindo a retenção de líquidos, e pressionam os adipócitos fazendo com que a gordura interna seja extravagada. A vantagem do Manthus é que no aplicador existem três cabeçotes de ultrassom, aumentando a área de atuação e a potência total do tratamento. Comparativamente, o Manthus é cinco vezes mais potente que um ultrasom normal e a área de atuação são nove vezes maiores.

As correntes do Manthus atuam durante a aplicação do ultrassom, sendo transmitida entre cada cabeçote alternadamente, dando uma leve sensação de formigamento. A função é promover a drenagem linfática simultânea, acelerando a absorção de líquidos e da gordura mobilizada pelo ultrassom. Estas correntes também podem ser utilizadas para fonoforese, ou seja, utilizam-se princípios ativos ionizáveis num gel e as correntes vão promover a penetração deste produto na pele. O manthus é indolor podendo ser utilizado no período de verão e traz resultados rápidos e eficazes.

O Manthus pode ser aplicado especialmente no abdômen, flancos, culotes, pernas, glúteos, braços e dorso, ou qualquer região onde se deseje diminuir a gordura localizada, exceto as contra-indicadas.

São necessárias no mínimo 10 sessões de Manthus, em dias alternados, no máximo três vezes na semana e que cada sessão não ultrapasse 20 minutos, para que não exista efeito cumulativo do ultrassom no organismo.

Contra-Indicações:

  • Tumores malignos
  • Útero na gravidez
  • Áreas de sensibilidade alterada
  • Marca-passos
  • Diabéticos e hipertensos não compensados
  • Próteses metálicas

Pode ser utilizado em qualquer região do corpo, com exceção de rosto, pescoço e regiões próximas a área cardíaca, como ao redor dos seios e próximo a axilas.

É IMPORTANTE Lembrar que somente o tratamento correto trará resultados satisfatórios. E também a prática de exercícios e uma dieta equilibrada auxiliam muito na obtenção destes resultados.

CUIDADO!

O Manthus, assim como qualquer outro tratamento estético, mexe com o seu corpo e com a sua saúde. Portanto, ele deve ser feito por um profissional capacitado.

Michele Tizati Serezani

#MAIS LIDAS DA SEMANA