O que é whey protein e para que serve?

O whey protein é um dos principais suplementos utilizados pelos atletas e praticantes de atividade física.

O whey protein é um dos principais suplementos utilizados pelos atletas e praticantes de atividade física. Conhecido também como soro do leite, tem sido aceito como uma alimento funcional, devido às suas propriedades benéficas para a saúde humana.

As duas fontes protéicas do leite de vaca são a caseína (80%) e o soro do leite (20%). Os componentes do whey protein incluem beta-lactoglobulina, alfa-lactalbumina, albumina de soro bovino, lactoferrina, imunoglobulinas, enzimas lactoperoxidase, glicomacropéptidos, lactose e minerais.

As proteínas do soro do leite têm absorção rápida pelo nosso organismo, além de possuirem todos os aminoácidos essenciais, em concentrações mais elevadas do que as fontes de proteína vegetal, sendo eficientemente absorvidas e utilizadas, com uma concentração elevada de ácidos de cadeia ramificada (BCAAs – leucina, isoleucina, e valina), fatores importantes para o crescimento e reparação de tecidos.

Seu uso é direcionado especialmente para os interessados em ganhar ou manter a massa muscular, mas esse produto tem vários outros benefícios sobre a saúde humana que merecem destaque.

Whey protein

Pode ser encontrado na forma isolada, concentrada ou hidrolisada.

1.Concentrado: contém de 25 a 89% (média de 80%) de proteína em sua concentração, podendo ter uma quantidade maior de gorduras, lactose (açúcar) e minerais. Quanto maior a proporção de proteínas, menor a quantidade desses constituintes. Tem uma absorção mais lenta, quando comparada aos outros tipos de whey, pelo fato de conter quantidades significativas de outros nutrientes.

2. Isolado (microfiltrado): contém de 90 a 95% de proteína em sua concentração. Uma das formas mais puras, quase não possui ou não possui gorduras, lactose e outros minerais, tendo uma absorção rápida, sendo muito indicado para o pós treino para os praticantes de atividade física, porém o preço é mais elevado que a concentrada.

3. Isolado (ion exchange): proteínas extraídas através de um processo chamado de troca iônica, que permite que se alcance 95% de whey protein em sua composição. Ela é de alto valor biológico e apresenta teores extremamentes baixos de gorduras e carboidratos, inclusive lactose.

4. Hidrolisado: a concentração de proteínas é variável, tendo seu peptídeos em frações menores, o que favorece uma absorção mais rápida que os demais, além de favorecer a recuperção do glicogênio muscular melhorando a recuperação pós atividade. Sob condições de infusão intestinal rápida, os seus aminoácidos aparecem na circulação portal mais rápido do que os aminoácidos livres isolados.
Seu conteúdo de gorduras, lactose e outros minerais é muito variável.
Porém, existem alguns estudos conflitantes, que dizem não haver diferenças significativas entre este e o isolado. É bem indicado também, para pacientes alérgicos ou sensíveis aos componentes do leite.

Existem outros produtos que acrescentam whey protein em sua composição, mas são para outros fins.

Considerações
Aquelas pessoas que são alérgicas ao leite, devem ser cuidadosas ao usar o whey protein.Muitos casos de alergias se devem à porção de caseína, então, talvez possam tolerar o uso do produto, mas isso é bem individual, particularmente se for um Whey Protein Hidrolisado.

Para os intolerantes à lactose do leite, normalmente não se vê problemas ao usar o whey, pois a maior parte deles tem esse açúcar do leite isento na sua composição, pois a maioria das proteínas do soro de leite são tratadas para remover a lactose, com os produtos acabados que contenham apenas quantidades vestigiais. Um teste de desafio especial com uma pequena porção de um suplemento de soro de leite é indicado antes de iniciar quantidades terapêuticas.

Patrícia Mantovi
Nutrição Funcional
http://www.patriciamantovi.com/2013/03/whey-protein.html

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA