Temporal com chuva e ventos fortes causa estragos na região de Assis

Em Paraguaçu Paulista, pelo menos sete árvores caíram e carros foram atingidos. Em distrito de Cândido Mota, ventos causaram queda da energia e Assis registrou tempestade de areia.

Um temporal na tarde desta sexta-feira (21) que atingiu diversas cidades na região de Assis (SP), no Centro-Oeste Paulista, assustou os moradores e causou uma série de estragos.

Em Paraguaçu Paulista, segundo o Corpo de Bombeiros, foram registradas pelo menos sete quedas de árvores pela cidade, além de uma queda de poste na Rua Marechal Deodoro, próximo ao pronto-socorro.

Ainda segundo os bombeiros, a rodovia SP-421 foi interditada devido à queda de árvores no km 8, entre Oscar Bressane e Lutécia. As árvores já foram retiradas e não há mais interdição. Não foram registradas ocorrências de destelhamento.

Temporal com ventos derrubou um poste em Paraguaçu Paulista — Foto: Energisa/Divulgação

Em Cândido Mota, o temporal atingiu principalmente o distrito de Porto Almeida, onde a chuva provocou queda de árvores. O temporal começou por volta das 15h e também derrubou a fiação de elétrica, o que deixou o distrito sem energia até o fim da tarde.

Já em Assis e Marília, o que chamou a atenção dos moradores foi uma tempestade de areia, que subiu em grande quantidade devido aos fortes ventos.

Em Assis, diversos pontos da cidade ficaram com o céu avermelhado e houve uma queda brusca na temperatura. Os ventos romperam fios da rede elétrica nas ruas Hermes Rodrigues da Fonseca e Prudente de Moraes.

Temporal provocou uma tempestade de areia em Assis, onde céu ficou avermelhado — Foto: Divulgação

Em nota, a Energisa Sul-Sudeste, concessionária da região, esclarece que a chuva forte da região causou inúmeras ocorrências no sistema elétrico que abastece as localidades. Segundo a nota, “a força do vento lançou galhos de árvores e objetos sobre a rede, provocando o rompimento de cabos em vários pontos”.

A distribuidora informa que acionou suas equipes e trabalha “para normalizar o fornecimento para os clientes afetados”. A empresa orienta os consumidores a informar ocorrências pelo telefone 0800 7010 326 (ligação gratuita).

No distrito de Cândido Mota, ruas ficaram tomadas pela água e galhos de árvores — Foto: Arquivo pessoal

#MAIS LIDAS DA SEMANA