Fique conectado

*

Uso de capacete adequado reduz em até 40% mortes de motociclistas

É obrigatório o uso de capacete que tenham a certificação do Inmetro. Não usar o capacete ou colocá-lo apenas sobreposto à cabeça, sem estar devidamente encaixado, é infração gravíssima.

Publicado em

378

O uso capacete é obrigatório por lei para o motociclista e também para a garupa no Brasil. No entanto, não basta apenas colocá-lo na cabeça sem qualquer critério de escolha do equipamento.

Estudos ligados Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam, por exemplo, que o uso adequado do capacete reduz em até 40% o risco de morte e em até 70% as chances do motociclista sobre ferimentos mais graves na cabeça.

O acessório é o item de segurança mais importante para preservar a vida, por isso, seguir uma série de critério no momento da escolha do capacete contribui para deixar a pilotagem mais confortável e, principalmente, mais segura.

O Ministério da Saúde, por sua vez, aponta estudos que indicam que o uso de capacetes pode prevenir cerca de 69% dos traumatismos crânio-encefálicos e 65% dos traumatismos da face. “O motociclista tem noção da importância do capacete para a pilotagem. Porém, muitos não se dão conta que usar um capacete velho, mal cuidado e frouxo é quase a mesma coisa que não usar nada para proteger a cabeça. Em um acidente envolvendo moto, um capacete em boas condições e preso de forma correta pode garantir a vida do motociclista”, explica Jorge Baracho, gerente de operações da Entrevias Concessionária de Rodovias.

Escolha certa

Nem sempre o capacete mais caro é sinônimo do melhor produto. Produtos de marcas menos famosas também podem trazer benefícios. Antes de comprar ou trocar é fundamental provar e levar em conta:

  • Selo de qualidade Inmetro. Os institutos garantem ao consumidor que o item passou por diversos testes de impacto, segurança e resistência;
  • Coloque o capacete e vire a cabeça para os dois lados. Cheque se a visibilidade geral, incluindo a visão periférica, está em ordem;
  • Escolha sempre os capacetes que protegem todo o rosto;
  • O tamanho do capacete deve ser proporcional ao tamanho da cabeça do motociclista;
  • Evite os modelos muito justos ou muito folgados na cabeça;
  • Regule a fivela de forma a evitar folga no queixo;
  • Escolha equipamentos com sistema de ventilação. Isso evita que a viseira embace.
  • As cores de um capacete devem ser brilhantes, assim o condutor terá um maior destaque e visibilidade na estrada e para os outros condutores.

Prazo de validade

Muitos fabricantes recomendam que os capacetes sejam substituídos pelo menos a cada três anos. Caso o produto tenha sofrido queda forte ou a espuma interna não esteja mais firme, fazendo com que a peça gire na cabeça do condutor, deve ser substituído imediatamente.

Multa e conscientização

Para a segurança do motociclista, é obrigatório o uso de capacete que tenham a certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “Além disso, o equipamento precisa ter faixas refletivas de segurança nas partes laterais e traseira, além de apresentar bom estado de conservação, sem danos que comprometam a proteção”, alerta o sargento Joel Marcos, da Policia Militar Rodoviária de Marília. Os motociclistas recebem as penalidades de acordo com o tipo de infração cometida, conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro.

A infração é grave para o motociclista que conduzir a moto com capacete sem a certificação do Inmetro, sem as faixas refletivas ou com a estrutura danificada. O valor da multa é de R$ 127,69 e perda de cinco pontos na carteira. Não usar o capacete ou colocá-lo apenas sobreposto à cabeça, sem estar devidamente encaixado, é infração gravíssima. As penalidades previstas são: multa no valor de R$ 191,54, perda de sete pontos na carteira e o motociclista também responderá a processo administrativo.

Publicidade

*

Caminhão carregado com cerveja tomba e carga fica espalhada em rodovia

Carreta que tinha saído de Maringá (PR) e seguia no sentido de Agudos tombou no trevo para Lutécia. Motorista não se feriu e passageira foi socorrida com ferimentos leves.

Publicado em

Uma carreta que transportava cerveja tombou na manhã deste sábado (14) na rodovia José Bassil Dower (SP-421), em Paraguaçu Paulista (SP). As latas ficaram espalhadas pelo acostamento da rodovia.

Segundo o Corpo de Bombeiros, uma das vias está interditada para a retirada do veículo e da carga.

Ainda de acordo com os bombeiros, a carreta, que tinha saído de Maringá (PR) e seguia no sentido de Agudos, tombou no trevo de acesso para a cidade de Lutécia.

O motorista não se feriu e a passageira foi socorrida com ferimentos leves para o pronto-socorro de Paraguaçu Paulista. Moradores da região estiveram no local e levaram parte da mercadoria espalhada. A empresa responsável pelos produtos não foi localizada.

Fardos de cerveja transportados pela carreta (Foto: Manoel Moreno)

Caminhão ficou tombado e via precisou ser interditada (Foto: Manoel Moreno)

Moradores levaram parte da carga de cervejas (Foto: Manoel Moreno)

Continue lendo

*

Casal cai em golpe e perde mais de R$ 40 mil ao tentar comprar carro

Vítimas de Cândido Mota trocaram mensagens com um homem que se dizia sócio do dono do veículo. Depois de depositarem o valor combinado, o estelionatário sumiu com o carro e com o dinheiro.

Publicado em

Um casal de Cândido Mota (SP) caiu em um golpe e perdeu mais de R$ 40 mil ao tentar comprar um carro pela internet.

A compra do veículo pela professora Priscila Oliveira e o marido foi planejada durante anos. Até que em um aplicativo de compra e venda os dois encontraram o carro com um preço que, segundo eles, seria a “oferta perfeita”.

Pelo celular, o casal trocou mensagens com o homem que se dizia sócio do dono do veículo. Depois de negociarem e combinarem uma data para que pudessem ver o carro, Priscila e o marido saíram de Cândido Mota e foram até Lins para se encontrarem com o rapaz.

Mensagens trocadas pelo casal com o suposto vendedor (Foto: Arquivo Pessoal)

Eles já tinham feito o depósito na quantia pedida pelo vendedor, cerca de R$ 42 mil. No entanto, chegando lá, ele não apareceu.

“Quando percebemos o que tinha acontecido, fomos direto para o banco. Chegando lá, nos orientaram a ir direto para a delegacia, pois o dinheiro já havia sido movimentado”, conta Priscila Oliveira.

No plantão, o casal tentou novamente entrar em contato com o suposto vendedor.

“Dissemos que estávamos na delegacia. Logo ele disse que iria devolver o dinheiro e, um tempo depois, nos mandou a foto de um comprovante de transferência. Mas meu nome estava escrito errado e foi aí que percebemos que aquilo também era falso”, relata a professora.

Depois disso, de acordo com o casal, o homem deletou o número e não foi mais possível entrar em contato com ele.

De acordo com Priscila, o estelionatário teria enganado ela, o marido e também o dono do veículo.

“A gente trabalha tanto. Tiramos dinheiro da nossa poupança, vendemos nosso próprio carro. Aí para chegar alguém e fazer uma coisa dessas? É muito cruel”, lamenta.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Lins, o caso está sendo investigado e procedimentos estão sendo realizados para que o dinheiro depositado pelo casal seja recuperado.

Casal de Cândido Mota viu fotos do carro pelo anúncio feito na internet (Foto: Reprodução/TV TEM)

Continue lendo

*

Coruja presa em buraco é resgatada pelos bombeiros em Ourinhos

Ave foi encontrada por trabalhadores de uma construção. Ela foi encaminhada para a base da Polícia Ambiental e será solta em seu habitat natural.

Publicado em

OCorpo de Bombeiros de Ourinhos (SP) resgatou, na manhã deste sábado (14), uma coruja que estava presa dentro de um buraco na Vila Santo Antônio.

De acordo com a corporação, a ave estava no fundo do buraco, que tem aproximadamente oito metros de profundidade.

Ela foi encontrada por trabalhadores de uma construção que acionaram os bombeiros.

De acordo com a equipe de resgate, a coruja não estava machucada. Ela foi encaminhada para a base da Polícia Ambiental e depois será solta em seu habitat natural.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas